A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

14/07/2011 20:40

CMN aprova renegociação de dívidas de suinocultores e produtores de arroz

Danilo Macedo, da Agência Brasil

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou em reunião extraordinária no fim da tarde de hoje (14) a renegociação de operações de custeio e investimento e de Empréstimo do Governo Federal (EGF) para produtores de arroz e criadores de suínos. A medida foi tomada porque os rizicultores estão encontrando dificuldade para vender o cereal pelo preço mínimo estabelecido pelo governo, enquanto os suinocultores enfrentam problemas de comercialização por causa da queda dos negócios e do embargo russo a alguns frigoríficos brasileiros.

As operações de investimento cujas parcelas devem ser pagas este ano poderão ser prorrogadas por até 12 meses após o vencimento do contrato. Para custeio da safra 2010/2011, os empréstimos podem ser renegociados em até cinco parcelas anuais, contanto que a primeira seja paga até o vencimento do contrato original e corresponda a, no mínimo, 20% do saldo devedor

O CMN também autorizou a prorrogação de operações de custeio de safras anteriores. As parcelas de custeio rural poderão ser prorrogadas por 12 meses após a data prevista no contrato. Para EGF, foi aprovada a renegociação de até metade do saldo devedor das operações do ciclo 2009/2010, que poderão ser pagas em até duas prestações anuais, a primeira com vencimento em 2012.

O conselho também autorizou a concessão de Linha Especial de Crédito (LEC) para comercialização de suínos vivos com preço de referência de R$ 1,74 por quilograma. O limite é R$ 1,3 milhão por produtor e R$ 40 milhões por agroindústria.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions