A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

02/12/2014 08:07

Com fim do vazio sanitário, produtores podem iniciar semeadura de algodão

Caroline Maldonado
Vazio sanitário do algodão é realizado para combater praga na lavoura (Foto: Divulgação/Famasul)Vazio sanitário do algodão é realizado para combater praga na lavoura (Foto: Divulgação/Famasul)

Os produtores de algodão estão autorizados a iniciar a semeadura do algodão herbáceo safra 2014/15 desde esta segunda-feira (1º). A data marca o fim do do vazio sanitário da cultura, que teve início no dia 30 de setembro, determinado por resolução da Seprotur (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo).

Seguir as regras é exigência para receber o Certificado de Destruição de Soqueiras, documento que permite pleitear incentivos por meio do PDagro (Programa de Desenvolvimento da Produção Agropecuária de Mato Grosso do Sul).

A restrição ao plantio da cultura é necessária para controlar o bicudo do algodoeiro, cujo nome científico é Anthonomus grandis. No período de vazio sanitário todas as lavouras devem estar livres de qualquer planta nas lavouras e as soqueiras da safra passada devidamente destruídas. A norma serve para produtores de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e de Goiás.

De acordo com a Ampasul (Associação Sul-mato-grossense dos Produtores de Algodão), em Mato Grosso do Sul, o vazio sanitário atingiu os municípios de Costa Rica, Chapadão do Sul, Cassilândia, Alcinópolis, São Gabriel do Oeste, Água Clara, Paraíso das Águas, Sonora, Camapuã, Coxim, Figueirão, Pedro Gomes e Rio Verde de Mato Grosso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions