A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/08/2012 17:00

Com greve vetada pela Justiça, fiscais agropecuários anunciam força-tarefa

Nicholas Vasconcelos
Posto fiscal que vai receber reforço é o mesmo que no início do mês apresentouu lentidão para liberação de carretas. (Foto: Celso Braz)Posto fiscal que vai receber reforço é o mesmo que no início do mês apresentouu lentidão para liberação de carretas. (Foto: Celso Braz)

Os fiscais agropecuários da SFA (Superintendência Federal de Agricultura) realizam a partir desta segunda-feira (20) força-tarefa nos postos de fronteira de Mato Grosso do Sul como forma de protesto contra a decisão judicial que suspendeu a greve da categoria.

De acordo com o representante do comando de greve em MS, Mário Rabelo, quatro fiscais foram deslocados para os postos de Mundo Novo, na fronteira com o Paraguai, e Corumbá, na fronteira com a Bolívia nesta segunda-feira (20).

A operação é nacional e tem o objetivo de impedir a entrada de produtos de origem animal e vegetal sem a devida certificação sanitária, que pode provocar o aparecimento de doenças e pragas.

“Em cada posto atuam de dois a três fiscais, número que nós consideramos abaixo do necessário para o trabalho”, informou Mário. Com o reforço, o contingente de fiscais passa a ser o considerado o ideal pelo movimento grevista.

Os fiscais devem ainda esta semana um protesto com a distribuição de alimentos, por exemplo, o leite para mostrar a importância do trabalho da categoria.

Liminar do STJ (Superior Tribunal de Justiça) concedida no dia 10 de agosto em favor do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) determinou o retorno de 100% do efetivo dos fiscais sob pena de multa de R$100 mil por dia.

A categoria reivindica a realização de concurso e também a criação de uma escola de formação para os fiscais, além do preenchimento dos cargos de confiança por mérito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions