A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/03/2013 22:32

Com o retorno dos shows, Expogrande é lançada pela Acrissul

Helton Verão e Nicholas Vasconcelos
Chico Maia crê na colaboração do Ministério Público (Foto: Vanderlei Aparecido)Chico Maia crê na colaboração do Ministério Público (Foto: Vanderlei Aparecido)

Foi lançada oficialmente na noite desta segunda-feira (18) no Parque Laucídio Coelho, a 75º Expogrande, com destaque do retorno dos shows e a homenagem ao ex-governador Wilson Barbosa Martins.

A edição deste ano da feira promete superar a marca das 300 mil pessoas nos 12 dias de feira. A expectativa é do presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Francisco Maia. “Cerca de 300 mil pessoas visitaram o parque de Exposições no último ano com shows, esperamos superar este número em 2013”, prevê.

Maia está otimista com a receptividade do Ministério Público quanto o retorno dos shows e da edição deste ano. “Espero que o Ministério Público esteja do lado da feira, ajudando a resolver problemas que ainda insistem”, comenta o presidente.

Sobre a homenagem a Wilson Barbosa Martins, o presidente da Acrissul, exalta a importância do ex-governador no cenário rural e na política. “O que o Wilson representa para Mato Grosso do Sul é uma semente que tem que ser plantada e que continue investindo na Acrissul”, elogia.

 

Wilson se emocionou com homenagem a homenagem a sua carreira nesta edição (Foto: Vanderlei Aparecido)Wilson se emocionou com homenagem a homenagem a sua carreira nesta edição (Foto: Vanderlei Aparecido)
Alcides Bernal sancionou nova lei para que os shows fossem realizados (Foto: Vanderlei Aparecido)Alcides Bernal sancionou nova lei para que os shows fossem realizados (Foto: Vanderlei Aparecido)

Wilson também esteve no evento e não escondeu a emoção pelas homenagens. “Estou extremamente feliz e que a Expogrande nasceu de forma bem singela e que hoje tem essa importância”, lembra o ex-governador.

O prefeito Alcides Bernal também marcou presença no evento e também se mostrou otimista com o sucesso da exposição. “A lei do silêncio foi criada com respeito a outras leis, para atender o interesse público. Tem horário para começar e terminar”, ressalta.

Questionado como a Prefeitura Municipal irá colaborar com a Expogrande, Bernal diz deixar à disposição equipes a organização do trânsito nos arredores do evento.

O superintendente do Banco do Brasil anunciou durante o lançamento uma linha de crédito do banco de R$ 100 milhões para negócios durante a feira.

A titular da Seprotur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção e Turismo) Teresa Cristina Corrêa representou o governador André Puccinelli e destacou a importância da Expogrande para o agronegócio e também para o comércio da Capital. “Apresenta as novidades para o agronegócio do Estado”.

Lei nova - Bernal sancionou, na manhã desta segunda-feira (18), a Lei Complementar 214/2013, proposta pelo vereador Carlão (PSB), que permite a realização de shows durante a Expogrande.

Em março de 2011 a Câmara Municipal já havia tentado retornar as apresentações musicais durante a exposição. Entretanto, o prefeito da Capital na época, Nelsinho Trad (PMDB), vetou a tentativa.

Os shows só ocorreram por causa de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta). No ano passado não houve acordo. Sem entretenimento, a feira agropecuária atraiu somente cerca de 70 mil pessoas.

“Essa sanção é a carta de alforria à música. Esta festa reúne 15% da população sul-mato-grossense, é reconhecida em todo o País.”, comemorou Chico Maia.

O prefeito só exigiu que os shows terminem à meia-noite durante a semana e, no máximo, 1h da manhã nos finais de semana. O objetivo é facilitar um entendimento com o MPE (Ministério Público Estadual), que veta as apresentações culturais por ferir a Lei do Silêncio.

A feira será realizada entre os dias 11 a 22 de abril, com destaque ao retorno aos shows com a lei sancionada.

Confira a agenda de shows divulgada pela Acrissul:
11/04/2013 – 5ª Feira – Sorriso Maroto / Top Samba
12/04/2013 – 6ª feira – Zé Ricardo e Thiago / Thaeme e Thiago
13/04/2013 – sábado – Victor e Leo
14/04/2013 – domingo – Restart / CW7
15/04/2013- 2ª feira – Loubet / Italo Fernandes
16/04/2013 – 3ª feira – Samba 10 / Casual
17/04/2013 – 4ª feira – Jads e Jadson / Conrado e Aleksandro
18/04/2013 – 5ª feira – Cacio e Marcos / Pedro Henrique e Fernando
19/04/2013 – 6ª feira – João Neto e Frederico
20/04/2013 - sábado – Paula Fernandes
21/04/2013 – domingo – Patati e Patata



Gente a expogrande é nossa unica chance de assistir Shows que se fossem a parte seria muito caro. Sempre teve show. Uma solução para não encomodar as pessoas que vivem por ai é o show começar e acabar mais cedo.
 
Camila Faria em 10/04/2013 07:55:03
E o Ministério Público do Estado, vai permitir isso? Será que a Acrissul nesse curto espaço de tempo ja adequo o local contra a poluição sonora? Bem, nesse caso, então todos -mais todos mesmo - os locais bares e lanchonetes, lojas da capital, poderão voltar aos barulhos de antes ou apenas a Acrissul que terá esse privilégio? Com a Palavra o Ministério Público Estadual.Chegou a hora de ver, repito, sem tem aquilo "roxo" mesmo. Eou sou mais o MPE.
 
Gilson Giordano em 19/03/2013 10:14:47
O shows realmente não podem acabar na Acrisul, é tradicional, quem já morava nos a-redores do Parque de Exposições já esta acostumado com os eventos, agora os moradores recentes, se não querem barulho não devem comprar um imóvel próximo dali. Desde que me entendo por gente existe o Parque e os Shows, agora por causa de meia duzia de pessoas vão terminar com ele. Ajustes com certeza devem ser feito, melhorias em todos os sentidos e ate uma repaginada deve ser feita no Parque de exposição, não podemos simplesmente acabar com o único entretenimento que temos na nossa capital para agradar alguns amiguinhos de poderosos.
 
Norma Alves da Silva em 19/03/2013 10:03:16
É incrível como um líder de uma entidade supostamente séria e de credibilidade age de forma irresponsável, jogando a culpa para o Ministério Público, enquanto na verdade a culpa é da Acrissul, de não cumprir o que ficou compromissada a fazer em relação as questões ambientais da feira, que não se referem somente à poluição sonora, mas o descarte dos dejetos dos animais da feira também. Pra piorar e demonstrar total desconhecimento da legislação, afirma que a Expogrande é Patrimônio Cultural da cidade sem nem mesmo ter protocolado pedido de análise para tal na Fundac. Assim o Brasil vai sendo representado em classes, tal qual os políticos: só pensam nos interesses próprios, fazendo de conta que ligam, sim, para a população.
 
Fabio Freitas em 19/03/2013 09:00:15
Parabens a Acrissul e vamos torcer para que seja respeitado os horarios determinados para que possamos ter sempre a nossa tradicional festa.
 
joao braz em 19/03/2013 07:10:18
ae demoro agr sim vamos pode ia la prestigia os boms shouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu valeu??????????????????????????????????????????????
 
paulo andre em 19/03/2013 03:42:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions