A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/05/2012 17:58

Comissão do Senado vai debater concentração do mercado da carne

Wendell Reis
Comissão do Senado acatou o pedido feito pelo senador Delcídio Amaral (PT) (Foto: Divulgação)Comissão do Senado acatou o pedido feito pelo senador Delcídio Amaral (PT) (Foto: Divulgação)

A Comissão de Agricultura do Senado Federal aprovou o requerimento apresentado pelo senador Delcídio do Amaral (PT) para a realização de uma audiência pública para discutir o monopólio das atividades de abate e comercialização de bovinos no País.

O senador explicou que a audiência tem por objetivo fazer um debate com representantes de todos os setores, incluindo frigoríficos, produtores, varejistas e técnicos do Governo. A audiência tem por objetivo buscar alternativas que garantam a livre concorrência, evitando que os produtores e consumidores sejam prejudicados.

Delcídio, que também é presidente da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos), quer promover a audiência em conjunto com a Comissão de Agricultura. Ele alega que a proposta de audiência surgiu após uma reunião com o presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Francisco Maia, na segunda-feira (5).

O senador lembra que a preocupação é grande no Estado, tendo em vista que há informações de que dois grupos concentram 70% do mercado da carne, o que pode comprometer o preço do produto. No dia 14 de maio, às 19h30, a Acrissul realizará uma assembleia para falar sobre a preocupação.



O senador Delcídio merece reconhecimento. Ele foi o principal artífice das negociações entre o JBS e o Frigorífico Independência. Ele participou inclusive de negociações no BNDES. E agora, como ele é de todos, surge no cenário como defensor dos pecuaristas contra os "monopólios". É risível.
 
Edmilsom Pontes em 11/05/2012 10:02:24
Faz hora que o tal monopólio `tá carcando o ferro`no preço da carne aqui onde a gente escuta berro de vaca e sente o cheiro do esterco!Pagamos praticamente o mesmo preço que consumidores de Estado que não produz.Repassam para nós custos com impostos e transporte que não nos diz respeito.Podíamos churrasquear mais e ter mais carne e de melhor qualidade sem precisar comer as `maturadas`de segunda!
 
rose mara em 11/05/2012 08:24:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions