A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

09/08/2012 21:54

Complexo da Borracha é lançado em MS prevendo plantar 20 milhões de seringueiras

Nyelder Rodrigues
Presidente da Fiems, Sérgio Longes, garantiu apoio da instituição. A vice-governadora Simone Tebet e o deputado estadual Paulo Corrêa também participaram da solenidade (Foto: Divulgação)Presidente da Fiems, Sérgio Longes, garantiu apoio da instituição. A vice-governadora Simone Tebet e o deputado estadual Paulo Corrêa também participaram da solenidade (Foto: Divulgação)

O projeto do Complexo da Borracha Natural, que tem expectativa de gerar 5 mil empregos diretos e indiretos, foi lançado nesta quinta-feira (9) pela Cautex Florestal em Cassilândia, cidade que fica a 418 quilômetros de Campo Grande.

A empresa conta com aproximadamente 3,3 milhões de seringueiras plantadas no Mato Grosso do Sul, e pretende até 2016 chegar ao total de 20 milhões de árvores em uma área de 40 mil hectares, dando assim viabilidade ao complexo.

Na cerimônia de lançamento, o presidente da Fiems (Federação das Industrias do Estado de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, garantiu que a instituição dará suporte para a implantação do projeto, pioneiro no Brasil.

Entre os braços do “sistema S” que podem ser usados para colaborar com o complexo, estão o Sesi (Serviço Social da Indústria) e Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

O Senai seria usado para fornecer acompanhamento para identificar o perfil da mão de obra demandada para atuar no complexo, além de disponibilizar o curso de operador de máquinas já em um centro de formação que será implantado dentro do complexo, a partir de outubro.

Enquanto isso, o Sesi já colabora com a construção a Biblioteca da Indústria do Conhecimento em Cassilândia, que ficará a disposição dos operários também com sala de aula para cursos à distância.

Já a vice-governadora Simone Tebet destaca que o Complexo da Borracha Natural é um projeto que conquistou o Governo do Estado desde quando foi apresentado em dezembro do ano passado.

Para o presidente da Famasul e do conselho deliberativo do Sebrae-MS, Eduardo Riedel, o Complexo da Borracha torna-se realidade graças aos parceiros envolvidos, enquanto o diretor da Cautex Florestal, Getúlio Ferreira Júnior, ressalta que o projeto é uma conquista por parte dos 90 investidores envolvidos.

Obras - As obras para construção do viveiro, usina de beneficiamento, centro de treinamento e agrovila devem ser iniciadas ainda neste ano, enquanto em 2014 será dado início ao parque transformador da borracha natural. No Estado, há 12 mil hectares plantados com seringueira nas regiões nordeste, norte e central, totalizando 8 milhões de pés plantados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions