A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/06/2016 11:22

Condição do clima afeta produção de grãos e queda é estimada em 6%

Renata Volpe Haddad
Milho safrinha deve ter queda de 12,9% em comparação com a safra passada. (Foto: Famasul)Milho safrinha deve ter queda de 12,9% em comparação com a safra passada. (Foto: Famasul)

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deve ter queda de 6% neste ano em Mato Grosso do Sul, conforme estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística) divulgada nesta quinta-feira (9). O volume deve cair de 17,3 milhões de toneladas no ano passado para 16,2 milhões de toneladas neste ano. A participação do Estado na safra é de 7,7%.

A produção de milho total deve ter queda de 13% em relação a safra anterior, caindo de 9,27 milhões de toneladas para 8,4 milhões de toneladas. A previsão em relação ao mês passado, se manteve. Em relação a área, a queda de plantação de hectares é de 0,2%

O milho 1ª safra teve queda de 34% de produtividade no Estado, passando de 175.309 milhões de toneladas para 115.164. Já para o milho safrinha, a baixa é de 12,9% em comparação com a safra passada onde MS produziu 9,5 milhões de toneladas. A estimativa é que nesta safra o Estado produza 8,3 milhões.

Já a produção de soja aumentou 3,8% em comparação com a safra passada, subindo de 7,3 milhões de toneladas para 7,5. Em relação a área plantada no Estado, o aumento para safra 2016 é de 3,4%.

A estimativa para a produção de cana-de-açúcar se mantém igual a safra passada, com 692 mil hectares de área plantada e e produtividade de 51 milhões de toneladas.

Conab - De acordo com 9º Levantamento da Safra de Grãos 2015/16 apresentada hoje pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a produtividade do milho safrinha deve cair 15% em comparação com a safra passada, isso se deve a falta de umidade nos solos e altas temperaturas que ocorreram em abril atingiram as lavouras em fases críticas de desenvolvimento.

O ciclo da soja já foi encerrado no Estado e a produtividade média alcançada apresentou redução de 4,5% em relação à safra 2014/15, que atingiu 2.980 kg/ha.

A região Sul e Centro-Sul de MS foram as mais afetadas pelas instabilidades do clima e excesso de chuvas. Os melhores resultados foram alcançados na região Centro-Norte e devem, basicamente, onde foram registradas às melhores condições climáticas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions