A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

02/08/2018 08:12

Consumo em queda pressiona para baixo preço dos derivados de leite

A produção de leite no estadol totalizou 74,5 milhões litros de janeiro a abril, queda de 19,8% em relação a 2017.

Ricardo Campos Jr.
Reajuste do leite de saquinho ficou acima do previsto e chegou aos 25% (Foto: divulgação)Reajuste do leite de saquinho ficou acima do previsto e chegou aos 25% (Foto: divulgação)

O Silems (Sindicato das Indústrias de Laticínios de Mato Grosso do Sul) prevê queda no preço do leite e derivados no decorrer de agosto. Isso acontece porque o encarecimento causado pela entressafra e greve dos caminhoneiros fez despencar o consumo desses produtos.

Milene Nantes, presidente da entidade, afirma que o reajuste do leite de saquinho, por exemplo, ficou acima do previsto e chegou aos 25%. O litro que custava R$ 2,80 saltou para R$ 3,50. Já a muçarela teve alta de 40%, com a peça subindo de R$ 20 para R$ 28.

Em situações normais, os preços só começam a recuar com a chegada do período chuvoso, que renova as pastagens e isenta os produtores de gastarem com insumos para nutrir os animais. Enquanto isso, nos período de frio normalmente as pessoas consomem mais laticínios, mas este ano o inverno não foi tão rigoroso.

A produção de leite em Mato Grosso do Sul totalizou 74,5 milhões litros no período entre janeiro a abril, registrando uma queda de 19,8% em relação aos 92,9 milhões de litros de igual período de 2017.

Segundo a técnica do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) Eliamar Oliveira, historicamente o leite não registra, em agosto, preço mais alto que os observados entre maio e julho.

Ela reconhece que apesar da escassez de chuvas estar perdurando por um tempo mais longo, o que pode retardar a recuperação na produção, o rompimento dos patamares observados até o momento dependerá também da demanda.



Porque a queda ? devido a essa porcaria de paralisação dos caminheiros por todo o Brasil, se não fosse batiamos o receord.
 
Eraldo Afonso Bento Afonso em 02/08/2018 09:50:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions