A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

29/12/2008 15:30

Depois de ano ruim, Incra anuncia 6 desapropriações

Redação

Depois de um ano de paradeira total nos processos de reforma agrária em Mato Grosso do Sul, o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) anunciou hoje a desapropriação de 8,5 mil hectares para novos assentamentos em 2009.

O órgão terá seis áreas para assentar 480 famílias. O processo todo deve custar R$ 24 milhões.

Serão 4,8 mil hectares nas fazendas Canoas I e III, em Selvíria, onde devem ser assentadas 305 famílias. Desde julho de 2006, com a assinatura de um decreto presidencial declarando os imóveis de interesse social, o proejto de reforma agrária é esperado nesses dois locais.

Outra área é a fazenda Aruapuá, de 1,4 mil hectares em Três Lagoas, que deve gerar lotes para 70 famílias. Nesse caso, o processo para desapropriação começou em janeiro de 2008.

Os outros três imóveis, Três Piúvas, Rancho Alegre e Torre de Pedra, ficam em Corguinho demoraram mais de 10 anos para consolidação, com processo iniciado em 92.

A Rancho Alegre terá 502 hectares para 25 famílias, a Torre de Pedra outros 761 hectares para 39 famílias e a Três Piúvas cerca de mil hectares para 42 famílias à reforma agrária.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions