A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017

19/01/2016 18:47

Doença contagiosa de cavalos tem primeiro caso notificado de 2016

Priscilla Peres
A transmissão se dá devido ao contato direto com o animal doente e se manifesta no homem de forma aguda ou crônica. (Foto: Diário do Nordeste)A transmissão se dá devido ao contato direto com o animal doente e se manifesta no homem de forma aguda ou crônica. (Foto: Diário do Nordeste)

Mato Grosso do Sul já tem o primeiro caso suspeito de mormo em cavalos de 2016. Um animal de Aquidauana - distante 135 km de Campo Grande, está isolado aguardando o resultado do exame que deve sair ainda nesta semana. No ano passado, o Estado teve 8 casos confirmados da doença que é contagiosa e grave.

Até o ano passado, o Estado nunca tinha tido casos da doença que atinge cavalos. De março de 2015 para cá, foram várias notificações, mas apenas oito animais chegaram a ser sacrificados. A notificação de Aquidauana foi confirmada hoje pela Sepaf (Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar).

O caso é acompanhado pela Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e de acordo com o gerente de Inspeção e Defesa Sanitária Animal, Rubens de Castro Rondon o animal foi isolado e a propriedade a qual ele pertence isolada. O resultado do exame que está sendo feito em São Paulo, sai nesta semana.

Rubens explica que desde o primeiro caso, em março de 2015, todos os animais em trânsito fazem exames de sangue. O cavalo notificado de Aquidauana é utilizado em provas de clube de laço, e na última viagem o exame obrigatório deu positivo para mormo. "Agora o animal está isolado e a Iagro verificando a situação".

Entre os perigos da doença, estão a transmissão para humanos e a falta de sintomas. "Os animais não apresentam sintomas, a doença só é descoberta através de exame. No caso de Aquidauana, a propriedade está impedida de fazer trânsito de animais até o resultado ser divulgado", afirma Rubens.

Se positivo, esse animal notificado passará por outros exames. "A confirmação só é dada após outros dois exames, feitos com diferença entre 45 e 60 dias. Se em todos der positivo, o animal é sacrificado e todos os outros da propriedade avaliados".

O Mormo está presente na Lista de Doenças de Notificação Obrigatória ao Serviço Veterinário Oficial da Instrução Normativa/Mapa nº 50, de 24/09/2013. Toda suspeita de Mormo deve ser notificada imediatamente à Iagro para que sejam adotadas as medidas sanitárias pertinentes.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions