A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/10/2010 13:13

Embrapa lança projeto para salvar boi do Pantanal

Redação

Um das raças de gado mais antigas da região do Pantanal corre o risco de entrar em extinção. O tucura é um dos mais adaptados à região, mas sofre com o avanço de espécies estrangeiras, que passaram por melhoramento genético.

A Embrapa Pantanal (Empresa Brasileira de Agropecuária) está desenvolvendo trabalho para salvar a espécie, que passa por atividades de conservação e busca de novos usos comerciais para o gado pantaneiro. Aproximadamente 500 tucuras convivem entre os quase 3 milhões de cabeças de gado do Pantanal.

Na avaliação da pesquisadora da Embrapa Pantanal, Sandra Santos, a visão dos produtores é que o tucura representa a pecuária do passado. "As raças importadas passaram por um intenso processo de melhoramento genético, enquanto o boi do pantanal se adaptou principalmente devido à seleção natural", comenta.

Estima-se que o tucura chegou à região há mais de 300 anos, junto com os colonizadores vindos de Portugal e Espanha. A adaptação da espécie se deu por conta do complexo ambiente pantaneiro, que oscila longos períodos de seca e de cheia.

O tucura consegue pastar na região inundada, o que o difere de outras espécies. As patas e cascos do animal são mais resistentes à água. Por ter o porte compacto, e consequentemente, menos carne para venda, o tucura pode ser extinto também por motivos comerciais.

Futuro

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions