A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

24/05/2011 17:55

Estradas pantaneiras danificadas pela chuva já foram refeitas

Nadyenka Castro

Produtor destaca agilidade do governo

Durante evento da Associação Brasileira de Produtores Orgânicos, realizado na noite dessa segunda-feira no Yotedy, o vice-presidente da entidade, Nilson de Barros, destacou que a última enchente na região, após 10 dias seguidos de chuva, foi a maior já vista e causou grandes estragos, mas o conserto veio rápido.

“Há ainda alguns pontos de estrangulamento, mas o governo garantiu que até a próxima semana estará tudo resolvido. Com as chuvas vários pontos ficaram intransitáveis e hoje o gado já circula normalmente na maioria dos trechos”, conta o pecuarista, citando como exemplo a descida da Serra da Alegria, onde a água levou 100 metros de aterro. Nilson de Barros destaca, ainda, a agilidade no conserto das pontes.

A ação rápida é fundamental não só para escoar a produção, mas também para atender os trabalhadores das fazendas com mantimentos e outros insumos, lembra o presidente da Comissão Estadual de Pecuária de Corte da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), José Lemos Monteiro, o Zeito: “As vias de acesso são vitais para a pecuária e a agricultura”.

O evento no Yoted, que contou com a participação do governador, André Puccinelli, ocorreu em parceria com o WWF-Brasil e Movimento Slow Food para celebrar o acordo firmado com parceiros italianos que viabilizará a exportação da carne orgânica produzida no Pantanal para a Itália.

Zeito também acompanhou o governador na solenidade de lançamento do Aquário do Pantanal, que receberá investimentos de R$ 84,7 milhões.

As estradas são fundamentais para levar insumos às comunidades que vivem nas fazendas e também para escoar o gado e a produção.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions