A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/01/2014 13:19

Expedição percorre MS por três dias para mapear soja precoce

Zana Zaidan
Técnicos do rally partem de Campo Grande e passam três dias no Estado (Foto: Divulgação)Técnicos do rally partem de Campo Grande e passam três dias no Estado (Foto: Divulgação)

Principal levantamento técnico privado da produção nacional de soja e milho do Brasil, a largada da segunda etapa do Rally da Safra 2014 será na próxima terça-feira (21). A expedição parte da Estância Claudia, propriedade a 30 quilômetros de Campo Grande.

Desta vez, a Equipe 2 iniciam a avaliação de lavouras de soja precoce, em razão da importância do ciclo para a safra 2013/14. Técnicos seguem pelo Estado até sexta-feira, passam pelo Paraná e, na sequência, a Equipe 3 visitará lavouras e produtores em Goiás e Mato Grosso, entre 27 de janeiro e 2 de fevereiro.

“Acreditamos que até 42% da soja esteja colhida até o dia 28 de fevereiro, deslocando o pico da colheita que, tradicionalmente, ocorria na segunda quinzena de março. Teremos muita colheita de soja nesse período, desafiando novamente as condições logísticas brasileiras”, afirma o coordenador geral do Rally e sócio diretor da empresa responsável pela organização da expedição, André Pessôa.

Supersafra - A expectativa dos técnicos é encontrar em campo uma supersafra 2013/14, quando o Brasil deverá colher, pelo segundo ano consecutivo, o maior volume de soja de sua história: 91,6 milhões de toneladas - aumento de 11% sobre a safra anterior.

No Mato Grosso do Sul, a expectativa é de uma safra de 5,9 milhões de toneladas de soja, 1% superior ao ano passado. A área plantada cresceu 5% e chegou a 2,12 milhões de hectares.

A iniciativa chega à 11ª edição, e é organizada por uma empresa de consultoria em agronegócios, com patrocínio da iniciativa privada, apoio de entidades representativas do setor, e instituições de ensino.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions