A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

14/09/2015 08:50

Falta de produção interna faz Estado importar 73% de melancia

Caroline Maldonado
Apenas um terço de volume de melancia comercializado na Ceasa é produzida em MS (Marcelo Calazans)Apenas um terço de volume de melancia comercializado na Ceasa é produzida em MS (Marcelo Calazans)

A demanda não é problema, a fruta está no gosto do sul-mato-grossense. A melancia só não está na preferência dos produtores do Estado, pois 73% do que é consumido em MS vem de outras regiões. A informação é da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), que fará até um evento apenas para tratar da produção de melancia, reunindo agricultores na Ceasa (Central de Abastecimento de Alimentos de Mato Grosso do Sul).

O encontro previsto para o fim deste mês é uma das ações para reverter o cenário, em que 85% dos hortifrútis consumidos aqui são cultivados em outros Estados. “A reunião vem para provocar nos agricultores o interesse de ampliar o cultivo da melancia no Estado. Só para se ter uma dimensão do nosso déficit produtivo de melancia, hoje, só produzimos em torno de um terço daquilo que consumimos”, avalia o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini.

A melancia, por exemplo, vem de São Paulo (27%), Goiás (18%), Tocantins (18%) e Rio Grande do Sul (10%), entre outros. Segundo Enelvo, esses quatro ficam com mais de 60% da praça de fregueses em potencial. “Queremos reverter essa realidade, mas para isso é preciso falar com quem já produz uma quantia considerável e, também, com aqueles que tem algum interesse em iniciar nesse segmento produtivo”, diz.

Para estimular os agricultores, a agência e a direção da Ceasa apresentarão os balanços da Central sobre importação e exportação de alimentos. De acordo com os levantamentos, a melancia representa uma opção de ganho econômico e oferta, principalmente, de agosto a novembro, quando o produto fica escasso pela alta no consumo. Segundo Enelvo, nesse período, o preço obtido pode cobrir os custos de produção e irrigação.

O I Encontro de Produção e Comercialização da Melancia será no dia 30 de setembro, das 9h às 11h, na Ceasa. Agricultores que já trabalham com a fruta e os que têm interesse no cultivo são convidados, além de representantes de rede de supermercados, restaurantes, entre outros.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions