A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

24/10/2014 08:01

Leilão de trigo negocia apenas 4% do previsto pelo Ministério da Agricultura

Caroline Maldonado
Era previsto negociar 5 mil toneladas de trigo, mas o total comercializado foi 234,3 toneladas (Foto: Divulgação/Aprosoja)Era previsto negociar 5 mil toneladas de trigo, mas o total comercializado foi 234,3 toneladas (Foto: Divulgação/Aprosoja)

O leilão de Pepro (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural) de trigo realizado nesta quinta-feira (23) comercializou apenas 4,6% do previsto para produtores rurais e cooperativas de Mato Grosso do Sul. A expectativa do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) era negociar 5 mil toneladas de grão, mas o total comercializado foi 234,3 toneladas.

Também participaram do leilão produtores de São Paulo e do Paraná. O prêmio total negociado no leilão de ontem fará escoamento de 95,6 mil toneladas do produto, ou seja, 59,79% do total previsto de 160 mil toneladas . Com isso, o Governo poderá pagar até R$ 12 milhões aos adquirentes.

Segundo o Mapa, produtores do Paraná negociaram 90,4 mil toneladas, enquanto os de São Paulo comercializaram 5 mil toneladas. A venda do trigo deverá ocorrer até o dia 27 de novembro. O prazo para comprovação do escoamento é 22 de abril de 2015. Os grãos serão destinados às regiões Norte e Nordeste.

Algodão – Nesta sexta-feira (24), ocorre o Pepro de algodão, que será pago à produtores de Mato Grosso do Sul, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Tocantins, Piauí e São Paulo. Segundo o Mapa, a operação está dividida em nove lotes. Na Bahia serão comercializadas 105 mil toneladas; em Minas Gerais 6 mil toneladas; em São Paulo 1,5 mil toneladas; em Goiás 18 mil toneladas; em Mato Grosso 218 mil toneladas; no Maranhão 6,8 mil toneladas; no Piauí 4,5 mil toneladas e no Tocantins 1,5 mil toneladas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions