A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/08/2010 14:21

Limitar gado no pasto é ataque à pecuária, diz Acrissul

Redação

A norma do governo estadual que limita a quantidade de animais em pastagens foi contestada pelo setor produtivo, que considera a determinação "um atentado contra a pecuária de Mato Grosso do Sul", conforme nota divulgada à imprensa pela Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul).

Segundo resolução da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), as áreas de pastagens no planalto devem abrigar 1,5 animal por hectare, e a 3 animais por hectare na região do Pantanal.

A medida deverá entrar em vigor na próxima quarta-feira (1º). A lei estadual 3.823/2009 obriga informar à Iagro a concentração de animais por área de pastagens das propriedades rurais do Estado. O descumprimento gera advertências, multas e outras penalidades.

Na avaliação do presidente da Acrissul, Francisco Maia, limitar a quantidade de animal no pasto representa perda de investimento. "Tem produtor que renovou pastagens, substituiu a gramínea, adubou, tudo para melhorar o nível de produtividade", relata Chico.

A Acrissul finaliza que não há, matematicamente, espaço para manter o rebanho atual de Mato Grosso do Sul, estimado aproximadamente em 22 milhões de cabeças de gado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions