A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/08/2009 19:11

Mais uma vez, Funai vai adiar início de vistorias

Redação

A Funai (Fundação Nacional do Índio) deve adiar mais uma vez os levantamentos antropológicos para identificação de áreas indígenas em 26 municípios de Mato Grosso do Sul. Marcado para começar no dia 20 de julho, o início dos estudos foi adiado para 5 de agosto depois de o governador André Puccinelli (PMDB) reclamar que a Funai não havia cumprido acordo de nomear representantes do Estado e dos produtores para os grupos de trabalho.

Nesta segunda-feira, dois dias antes da data definida para o início dos estudos, uma fonte ligada às equipes nomeadas pela Funai para fazer os levantamentos revelou que o órgão federal terá de adiar mais uma vez os trabalhos para incluir nos grupos os dez técnicos indicados pelo governo e Mato Grosso do Sul.

Segundo a mesma fonte, todo o cronograma de trabalho já tinha sido montado sem a previsão de representantes do governo estadual e dos produtores, mas terá de ser refeito.

Em nota enviada na tarde desta segunda-feira, Mayson Albuquerque, assessor de imprensa da presidência da Funai, confirma indiretamente que os estudos antropológicos não devem começar na quarta-feira.

Albuquerque afirma que as equipes nomeadas pela Funai para realização dos estudos de identificação das terras indígenas iniciarão as visitas nas aldeias durante o mês de agosto, sem informar a data exata.

"O trabalho de identificação exige que os grupos retornem seguidas vezes às aldeias, para que se cumpram as etapas de estudos complementares de natureza etno-histórica, sociológica, jurídica, cartográfica, ambiental e o levantamento fundiário necessários à delimitação das terras indígenas", afirma a nota assinada por Mayson Albuquerque.

De acordo com o assessor da Funai, na primeira etapa o trabalho será realizado exclusivamente nas aldeias, "portanto não há necessidade de comunicação de vistorias a fazendeiros da região".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions