A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/03/2009 15:37

Moka quer apoio aos frigoríficos, mas com condições

Redação

O deputado federal Waldemir Moka (PMDB) defendeu hoje em discurso na Câmara Federal que qualquer apoio financeiro aos frigoríficos sul-mato-grossenses só deve ser feitos com a condição de que as empresas paguem o que devem aos produtores como primeira ação.

Citando cálculos da Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul), Moka lembrou que o débito com os produtores chega a R$ 100 milhões. O montante corresponde a dívidas de sete frigoríficos com produtores rurais do Estado, equivalente a mais de 90 mil reses entregues para o abate nos últimos meses e não pagas.

O deputado considera o socorro financeiro do governo federal importante, mas quer que parte do dinheiro seja usada para pagar os pecuaristas e que os grupos sejam obrigados a preservar empregos. "Sem essas condições, nada feito", afirmou.

O sul-mato-grossense também reclamou do que considera má vontade do governo de socorrer o setor rural. "Quando a indústria automotiva ameaça demitir 2 mil ou 3 mil, o governo se mobiliza, diminuindo tributos. Há toda uma preocupação em socorrer esse setor, bem como outras indústrias. Entretanto, quando se refere aos problemas do campo, percebe-se dificuldade para encaminhar soluções", atacou. (Informações da assessoria)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions