A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/08/2009 06:36

Pecuaristas farão contraproposta ao Independência

Redação

Após ouvir pecuaristas de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rondônia a CNA (Confederação Nacional de Agricultura) vai propor um novo Plano de Recuperação Judicial ao grupo Independência, para pagamento integral e à vista dos créditos devidos pela venda de animais para abate.

Foi refutada a proposta do grupo, de inicialmente pagar dívidas de até R$ 80 mil, por pecuarista, condicionado à contração de financiamento pelo Independência, de R$ 330 milhões.

A comissão de credores, formada na CNA, propõe que os valores devem ser pagos de forma incondicional, com juros e correção monetária, a partir da data de abate dos animais. Além disso, será preciso definir uma data fixa para pagamento dos créditos devidos aos pecuaristas.

A CNA tem como argumento que os valores devidos aos pecuaristas, no total de R$ 194 milhões, representam apenas 5,6% do montante total da dívida do Frigorífico Independência. "Cabe lembrar, ainda, que os pecuaristas são agentes econômicos chave no processo de viabilização do Plano de Recuperação da empresa", cita a Confederação.

O presidente do Fórum Nacional Permanente da Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, Antenor Nogueira, ressalta que o pecuarista é o fornecedor da principal matéria-prima para o funcionamento de um frigorífico e que, sem o seu apoio, a empresa não terá condições de sobreviver.

Outra argumentação é que o pagamento integral aos pecuaristas é fundamental para que a empresa volte a ter credibilidade no mercado. O plano do Independência foi apresentado em juízo no dia 13 de julho de 2009 e o prazo para apresentar objeção expira no dia 17, segunda-feira.

No dia 23 de julho ocorreu a reunião para análise da proposta em Campo Grande, na sede da Famasul.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions