A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/10/2014 12:27

Plantio de soja deveria estar em 30%, mas é suspenso com apenas 4% cultivados

Produtores temem demora da chuva e atraso também na plantação de milho safrinha

Caroline Maldonado
Com áreas prontas para plantio, produtores aguardam chuva para cultivar soja em MS (Foto: Marcos Ermínio)Com áreas prontas para plantio, produtores aguardam chuva para cultivar soja em MS (Foto: Marcos Ermínio)

O plantio de soja que a essa altura deveria ultrapassar 30% da área em Mato Grosso do Sul, foi suspenso com apenas 4% do total previsto para cultivo. Os produtores paralisaram o plantio, iniciado em 1º de outubro conforme determina o zoneamento, por conta da falta de chuva em todas as regiões do Estado. O jeito agora é esperar as chuvas que, de acordo com a metereologia, devem vir apenas no final deste mês.

Segundo o agrometeorologista da Embrapa Agropecuária Oeste, Carlos Ricardo Fietz, o atraso em si não deve prejudicar a produção, mas preocupa os produtores que não querem retardar também o plantio do milho safrinha. “O que vai definir a qualidade da produção vão ser as condições durante a safra, se chover ou não e o controle das pragas”, explica o especialista.

A recomendação é que o plantio seja retomado assim que chover nas propriedades. O agrometeorologista alerta para que os produtores não façam plantio antes da chuva “Tem produtores que já estão mapeando para lá em março não passar do período do plantio do milho safrinha, por causa da geada, mas não adianta porque as plantas nao vigam”. O risco, segundo Ricardo, é de ter que ser feito o replantio, aumentando significamento os custos de produção.

Estiagem – Para o município de Rio Brilhante, que tem áreas extensas de produção de soja e milho, a previsão é de chuva apenas no final deste mês, segundo a Embrapa Agropecuária Oeste.

O município está sem chuva há 15 dias, de acordo com monitoramento das estações metereológicas da Embarapa. No sul do Estado, a onda de calor permanece durante esta semana. Em Dourados, a máxima chegou a 39,4ºC nesta segunda-feira (13) e hoje (14) está em 37,6ºC, com a umidade relativa do ar em apenas 23%.

Em Rio Brilhante, a 163 quilômetros de Campo Grande, a umidade relativa do ar está em 25% e a temperatura máxima é de 38,6ºC, sendo que ontem foi registrada máxima de 40,7ºC.

A média histórica de chuva para o mês de setembro em Dourados é de 100 milímetros, mas no último mês foi registrado 81,6 milímetros, número bem inferior ao percebido em setembro de 2013, em que choveu 143,6 milímetros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions