A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

01/04/2009 19:20

População de Costa Rica quer reabertura de frigorífico

Redação

A falta de um frigorífico funcionando em Costa Rica, cidade localizada a 332 quilômetros de Campo Grande, fez com que autoridades da cidade realizassem audiência pública na Câmara Municipal para debater o assunto, já que a questão vem gerando reclamações a respeito da qualidade da carne fornecida aos comerciantes por frigoríficos de fora.

O frigorífico localizado em Costa Rica está fechado há mais de um ano e mesmo após a assinatura, em 2004, de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre empresários responsáveis pela empresa e o MPE (Ministério Público Estadual) para adequar o local de acordo com as normas exigidas pela legislação, a situação continua a mesma.

O prazo de adequação expirou e os responsáveis, após a concessão de mais prazo, descumpriram o acordo sem o devido retorno responsável, segundo informou o promotor de Justiça Izonildo Gonçalves de Assunção Júnior.

Por conta da falta de interesse da gerência em adequar o local às normas vigentes, o frigorífico acabou fechando em 2008 e por esse motivo a população da cidade foi obrigada a adquirir carne de outros município.

Na ocasião do fechamento faltavam sérios documentos de regularização, o caminhão de transporte com a câmara fria não oferecia condições de manter temperatura adequada e as condições de higiene eram precárias, além de não haver cuidados com o abate. Para o MPE, falta vontade dos empresários em ativar o frigorífico, que já tem a documentação municipal aprovada.

Segundo Izonildo, a ativação pode diminuir o preço da carne com qualidade e gerar empregos na cidade. O promotor ainda pediu que o MPE inspecione a carne que está sendo distribuída em Costa Rica e em caso de irregularidade, a distribuição do produto será suspensa.

O prefeito Jesus Queiroz Baird (PMDB) pretende buscar uma solução viável para reativar os trabalhos no frigorífico.

Representantes do MPE e vereadores participaram da audiência, que foi comandada pelo prefeito e pelo promotor de Justiça.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions