A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

29/10/2015 18:44

Preço do boi gordo eleva 7% em outubro e valor da arroba fecha em R$ 136

Renata Volpe Haddad
As vendas internacionais do boi gordo também apresentam alta de 18% em setembro deste ano, se comparado com agosto, somando 8,9 mil toneladas, quando os embarques atingiram 7,57 mil toneladas. (Foto: Famasul/ Divulgação)As vendas internacionais do boi gordo também apresentam alta de 18% em setembro deste ano, se comparado com agosto, somando 8,9 mil toneladas, quando os embarques atingiram 7,57 mil toneladas. (Foto: Famasul/ Divulgação)

Na semana passada, entre os dias 19 e 23 de outubro, o boi gordo registrou alta de 7% no preço, média de R$ 136/@, em relação ao mesmo período do ano passado, quando a arroba custava R$ 128,19, em Mato Grosso do Sul.

Isso deve-se a oferta restrita de animais para abate no Estado, segundo o último informativo Casa Rural, elaborado pelo Departamento Econômico do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS).

Conforme a gestora do Departamento Econômico da Famasul, Adriana Mascarenhas, não há projeção de redução nos valores da arroba do boi gordo a curto prazo. "Além da diminuição na disponibilidade de animais terminados, há uma tendência de aumento na demanda no mercado interno, com a proximidade das festas de final de ano e com a expectativa de recebimento do 13º salário", explica.

As vendas internacionais também apresentam alta de 18% em setembro deste ano, se comparado com agosto, somando 8,9 mil toneladas, quando os embarques atingiram 7,57 mil toneladas.

A receita das exportações de setembro alcançou US$ 40,4 milhões. "O principal fundamento para este incremento nas vendas de setembro em comparação a agosto é o câmbio registrado no período, que tornou a nossa carne mais competitiva no mercado internacional, considerando o real desvalorizado", ressalta.

Ainda segundo Adriana, apesar do incremento, o patamar atual está muito abaixo dos números praticados no ano anterior. "Em relação ao ano anterior, quando o Estado exportou 10,6 mil toneladas de carne bovina, a queda é de 15,4%. Um dos fatores que ocasionou essa redução é crise econômica também vivida por nossos principais compradores, como a Rússia por exemplo, que por ser dependente das vendas de petróleo - cujo valor do barril apresentou queda de mais de 40% no acumulado dos últimos 12 meses - passaram a reduzir as compras de carne bovina", analisa.

O Egito, segundo informações do boletim Casa Rural, foi o principal importador da carne bovina do Estado, com 1,8 mil toneladas, respondendo por 20,3% das vendas do Estado. Em segundo lugar no ranking de compradores ficou a Rússia, com 1,7 mil toneladas e, em seguida, com 1,6 mil toneladas ficou a Venezuela.

Preço médio da arroba do boi gordo no Estado deve atingir R$ 102
O preço do boi gordo em Mato Grosso do Sul deve registrar média de R$ 102 a arroba, à vista, em 2014. A projeção é da Famasul (Federação da Agricultu...
Bezerro em alta já reflete na arroba do boi gordo
A disparada no preço do bezerro tem colocado o invernista em compasso de espera e apertado as escalas de abates dos frigoríficos, elevando o preço do...
Pauta fiscal do boi gordo cai 3% a partir de hoje
A pauta fiscal para cobrança do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) incidente sobre o boi gordo foi reduzida hoje em 3%, confor...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions