A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

26/09/2014 10:03

Primeiro leilão de algodão deste ano negociou 18 mil toneladas em MS

Caroline Maldonado
Colheita do algodão em Chapadão do Sul/MS (Foto: Jovem Sul News)Colheita do algodão em Chapadão do Sul/MS (Foto: Jovem Sul News)

Realizado na quinta-feira (25), o primeiro leilão de Pepro (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural) para algodão deste ano negociou 18 mil toneladas em Mato Grosso do Sul. De acordo com o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), o produto em pluma deverá ser vendido e escoado para qualquer localidade diferente do Estado em que foi colhido.

Nos casos em que a operação for realizada no mesmo Estado de plantio, também deverá ser comprovada a sua venda e transformação em fio ou tecido por uma indústria de fiação. O leilão realizado pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), negociou em todos os Estados participantes do prêmio 498 mil toneladas, o que representa 99,4% das 501 mil toneladas oferecidas.

De acordo com a Conab, não foram negociadas as 3 mil toneladas de São Paulo. O prêmio a ser pago aos arrematantes da operação poderá chegar a R$ 122,74 milhões. O incentivo é para o escoamento de algodão das safras 2013/2014. A quantidade de algodão, por estado, ficou dividida em sete lotes, além de Mato Grosso do Sul e São Paulo. São eles, Bahia com 140 mil toneladas, Minas Gerais com 8 mil toneladas, Goiás com 24 mil toneladas, Mato Grosso com 291 mil toneladas, Maranhão com 9 mil toneladas, Piauí com 6 mil toneladas, Tocantins com 2 mil toneladas.

No mesmo dia, também foram realizados dois leilões de venda de arroz dos estoques públicos. O primeiro comercializou 9,4 mil toneladas, o que representa 90% do total de 10,3 mil toneladas ofertadas. O segundo resultou na venda de 15,5 mil toneladas, que equivale a 78,8% do volume de 19,7 mil toneladas oferecidas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions