A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/10/2013 17:05

Produção de açúcar em MS tem queda de 56% na 1ª quinzena de outubro

Zana Zaidan

A geada que atingiu Mato Grosso Sul em agosto afetará a produção de cana-de-açúcar no Estado pelas próximas três safras, conforme estimativa da entidade que representa os produtores de bionergia, a Biosul. Já neste ciclo foi possível mensurar o impacto do clima – na primeira quinzena de outubro, a produção de açúcar apresentou queda de 56,31% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto o etanol hidratado também apresentou queda de 40,11%.

Por outro lado, o volume produzido de etanol anidro teve aumento de 15,06% o que, ainda assim, não foi suficiente para recuperar os números desta quinzena, já que a produção de etanol total apresentou variação negativa de 26,01%.

O presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, estima os efeitos do clima na cana-de-açúcar. “O impacto da geada se desdobrará por mais duas ou três safras”, prevê o presidente.

Produção - O volume de cana-de-açúcar processada na mesma quinzena atingiu 1,76 milhão de toneladas, queda de 560 mil toneladas se comparado ao mesmo período da safra passada, que apresentou 2,30 milhões de toneladas.

Acumulado - Se comparados os números da produção acumulada desde o início da safra 2013/2014 até a primeira quinzena de outubro, com o mesmo período da safra anterior, houve um crescimento de 14,63%, totalizando 33,07 milhões de toneladas de cana.

De acordo com dados da Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), o indicador do ATR (Açúcares Totais Recuperáveis) por tonelada de cana teve uma queda de 17,83% nesta quinzena, atingindo 125,08 kg, dados que representam uma baixa na qualidade da produção de cana.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions