A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/04/2010 11:57

Produtividade da soja cresceu 25% neste safra

Redação

Na manhã desta terça-feira o Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias se reuniu na Superintendência Federal da Agricultura, em Campo Grande e apresentou os novos números da safra 2009/10 que reforçam produtividade recorde nesta safra.

Por hectare, a produção atingiu 3.050 kg, aumento de 25% se considerado o índice calculado para a safra passada pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). Com isso, a produção do grão passa dos 5 milhões de toneladas.

A maior parte está estocada em armazéns, o que tem despertado a preocupação do governo, uma vez que em breve será colhida a safrinha de milho. Por outro lado, as parcelas de financiamentos para custeio da safra também começam a vencer no mês de maio.

Os produtores estão segurando a soja, à espera de melhores preços, uma vez que o valor médio pago pela saca hoje é de R$ 30,00, contra R$ 40,00 na safra passada.

O gerente de Agronegócios do Banco do Brasil, Loureno Budke, observa que embora o valor pago pela saca seja menor a lucratividade do produtor aumentou porque o custo de produção teve queda e ao mesmo tempo a produtividade surpreendeu. Isso se deve às chuvas regulares e também aos investimentos em tecnologias, que minimizaram as perdas com pragas e fungos, como a ferrugem asiática.

Tomando como base os custos calculados pela Fundação MS e o aumento de produtividade, Loureno afirma que a lucratividade do sojicultor no atual patamar de preços é 128% maior, passando de R$ 173,00, na safra passada a R$ 395,00. "O preço está remunerador", afirma. Apesar de a negociação de soja estar lenta, o gerente não acredita que o pagamento das parcelas de custeio atrase. "Sem dúvida existe uma preocupação, mas o produtor tem consciência de que se deixar atrasar fica sem crédito para a nova safra", afirma.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions