A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

30/03/2017 21:17

Produtores aproveitam Expogrande para iniciar busca por novo mercado

Nyelder Rodrigues e Ricardo Campos Jr.
Nova variação de gado com melhoramento genético está exposto na feira (Foto: Alcides Neto)Nova variação de gado com melhoramento genético está exposto na feira (Foto: Alcides Neto)

Feiras agropecuárias são repletas de novidades do setor e podem ser o pontapé inicial para conquistar um novo mercado. É o caso dos produtores de um híbrido do gado senepol, exposto na Expogrande 2017. Além da parte técnica, o produto é oferecido em um restaurante dentro da feira.

As empresas à frente do negócio são os criadores do grupo Sou Senepol e a L4V Carnes. A produção começou há um ano, com a cruza do senepol - que já é resultado do cruzamento da raça britânica Red Poll com a senegalesa N'Dama - com o popular nelore.

Segundo os criadores, foi possível obter melhoramento genético a partir desse novo trabalho, o que pode expandir o mercado do senepol no Brasil, que chegou aqui há 16 anos e esbarra em um mercado restrito e com rebanho sem escala de abate.

"Com esse híbrido, vamos trabalhar para chegar a escola de abate e conquistar mercado", explica o proprietário da L4V Carnes, Caio de Paula, que montou o restaurante Las 4 Vacas na Expogrande, oferecendo a carne do senepol híbrido.

Para a degustação, de Paula conta que a carne produzida é mais macia e mais grave. "Ela não forma placas de gorduras entre as fibras, possibilitando essa qualidade", diz o empresário, que após a feira, vai vender a carne sob encomenda pela internet, em kits churrascos com vários cortes tradicionais. A criação de cortes gourmet também é estudada.

Já o produtor Ivo Reich reforça as qualidades para quem vai criar o animal no campo. "O custo-benefício dele é melhor também. O boi engorda mais com menos quantidade de alimento que outras raças, inclusive o próprio senepol comum", destaca.

Reich ainda completa que o híbrido do senepol é mais precoce para o abate. "Ele dá acabamento mais rápido e pode ser abatido mais cedo. O produtor ganha mais tempo", diz o criador, que visa o mercado cotidiano de carnes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions