A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/03/2009 15:21

Produtores criam grupo contra calote do Independência

Redação

Em reunião nesta sexta-feira na Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), produtores que forneciam reses ao frigorífico Independência resolveram formar um grupo para garantir força durante o processo de recuperação judicial da empresa, já em andamento.

Os pecuaristas se colocam como "vítimas do calote" e resolveram se organizar em bloco por representarem 18% do montante de dívidas total do frigorífico. As estratégias foram detalhadas hoje aos presidentes de sindicatos rurais, durante o encontro na Famasul.

"Na recuperação judicial, o produtor receberá primeiro porque o frigorífico depende de sua matéria-prima para continuar funcionando", explicou aos representantes sindicais o assessor jurídico da FAMASUL, Carlo Daniel Coldibelli Francisco. De outro modo, se o frigorífico falir, os primeiros a serem pagos serão funcionários, FISCO e bancos.

Até maio, o grupo Independência deve entregar á Justiça um plano de recuperação da empresa, com propostas de pagamento aos credores.

Unidos, os pecuaristas esperam ter poder de veto, caso não considerem satisfatória a proposta defendida pela empresa.

Se a sugestão for rejeitada, ou a empresa apresenta novo plano ou decreta falência.

Por meio de nota da assessoria, o presidente da Famasul, Ademar Silva Júnior lembrou que "a crise do Independência, que era o melhor pagador entre os frigoríficos, revela a fragilidade da cadeia produtiva da carne", defendendo a necessidade de mudança no processo de venda de carne bovina aos frigoríficos.

Em edital, também será publicado, com exigência de ampla divulgação, nomes dos credores e valores atualizados dos débitos. "A partir da data de publicação do edital, os credores - entre eles, produtores e bancos

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions