A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

10/10/2014 21:00

Produtores de soja interrompem o plantio por falta de chuva

Priscilla Peres
Plantio começou no fim do mês passado e está paralisado. (Foto: Famasul)Plantio começou no fim do mês passado e está paralisado. (Foto: Famasul)

Os agricultores de Mato Grosso do Sul paralisaram o plantio da soja, que começou no fim de setembro, devido a estiagem. Até o momento 92 mil hectares foram plantados, o que representa apenas 4% da área destinada a cultura, segundo dados do Siga (Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio).

De acordo com a Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de MS), a decisão dos produtores é de aguardar a chuva para retomar o plantio. A região mais afetada pela falta de umidade é a Norte, onde estão localizados importantes produtores como Coxim e São Gabriel do Oeste.

Apesar da interrupção, o o gestor técnico da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Lucas Galvan, afirma que a situação ainda não é motivo para preocupação. "A pausa imposta pelas condições climáticas até agora não compromete a qualidade da produção", avalia o técnico.

O Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul) prevê que a chuva chegue ao Estado apenas na segunda quinzena do mês, com mais intensidade na região Sul.

Mercado - Além de informações sobre o clima, a Circular Técnica do Siga traz os dados do mercado interno da soja que mostram queda de 0,60% no preços da soja entre a última semana de setembro e a primeira semana de outubro, passando de R$ 54,90 para R$ 54,55 a saca. "A orientação é para que o produtor tenha cautela neste atual momento do mercado e adote um comportamento de gestão de custos e estratégia de comercialização", afirma Galvan.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions