A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/01/2012 11:49

Produtores de soja querem antecipar fim do vazio sanitário em MS

Aline dos Santos

A proposta, discutida ontem durante a Showtec, deve ser formalizada ao governo do Estado

Em MS, vazio sanitário da soja vai de julho a setembro. (Foto: João Garrigó)Em MS, vazio sanitário da soja vai de julho a setembro. (Foto: João Garrigó)

A Aprosoja (Associação de Produtores de Soja) quer antecipar o fim do vazio sanitário em Mato Grosso do Sul. A proposta, discutida ontem durante a Showtec, feira de tecnologia realizada em Maracaju, deve ser formalizada ao governo do Estado.

“Precisamos trabalhar com as mesmas datas que Paraná e Mato Grosso para evitar problemas com a ferrugem asiática e até mesmo para aproveitar condições climáticas favoráveis que podem beneficiar o agricultor”, afirma o presidente da associação, Almir Dalpasquale.

Em Mato Grosso do Sul, o vazio compreende o período de entressafra, de 1° de julho a 30 de setembro. No Mato Grosso e Paraná, o fim do vazio acontece no dia 15 de setembro.

Conforme Almir, os produtores dos dois Estados vizinho iniciam o plantio da soja antes que os sul-mato-grossenses. Ele enfatiza que caso ocorram casos de ferrugem asiática o risco da doença “entrar” em Mato Grosso do Sul é maior.

O vazio sanitário foi adotado no Brasil em 2006 para prevenir o avanço do fungo causador da ferrugem asiática, principal problema da lavoura no país. Doze Estados adotam o manejo que tem período diferenciado em algumas regiões. Neste período, as plantas de soja existentes na propriedade devem ser erradicadas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions