A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

29/12/2009 06:47

Produtores vão conhecer novas regras da rastreabilidade

Redação

Sob consulta pública desde o dia 21 de dezembro, as mudanças no Sisbov (Sistema de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos) serão apresentadas aos produtores rurais durante o Showtec, em Maracaju, no dia 2 de fevereiro.

Quem falará com o público é o médico veterinário Horácio Tinoco, que integra a Comissão Técnica Consultiva do Sisbov, representando a Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

Horácio diz que o novo modelo avançou a passos largos em relação à Instrução Normativa nº 17, que ainda está em vigor. "Reduziu muito a burocracia e as normas passaram a ser exeqüíveis", avalia.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária, não haverá mais necessidade de um intermediário para transmitir as informações do criador para o sistema. Assim, o produtor terá uma senha para inserir os dados no programa e o papel das certificadoras e dos agentes será o de certificar os animais.

O Sisbov continua a ser de adesão voluntária e estará integrado com as operações do sistema de defesa sanitária animal nos estados (cadastro nas unidades veterinárias locais e controle da movimentação pela Guia de Trânsito Animal) e do Sistema de Informações Gerenciais do Serviço de Inspeção Federal, que confere a certificação final das carnes pelo serviço oficial.

Ainda conforme o MAPA, para exportar à União Européia, continua a necessidade de permanência do animal de 90 dias em área habilitada e 40 dias na última propriedade. Hoje, já existem 1.827 estabelecimentos aprovados para exportação à União Européia no País, número 150% maior que em 2008.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions