A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/06/2015 16:55

Projeto que forma banco de dados com custo de produção está em MS

Renata Volpe Haddad

O projeto Campo Futuro 2015 chegou em Mato Grosso do Sul ontem (15) e já esteve em Naviraí e hoje em Dourados. O objetivo do projeto que existe desde 2010 é formar banco de dados com indicadores de custo de produção, estratégico na tomada de decisão na hora da compra de insumos ou escolha do manejo.

Na próxima quinta-feira (18), a equipe estará em Chapadão do Sul para discutir junto aos técnicos de cada região o sistema produtivo e os custos de produção para cereais, fibras e oleaginosas. De acordo com o analista técnico da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Justino Mendes, os dados são estratégicos na hora da decisão. “O produtor rural poderá fazer a conta e melhorar os mecanismos de gestão de custos no cultivo de soja, milho, algodão”, explica.

Todos os anos o projeto elabora um painel para atualização dos indicadores que são formatados a partir de informações repassadas por técnicos e produtores rurais de diferentes municípios e culturas. A meta é que os dados estejam consolidados até o final de agosto, divulgados através das Federações e sindicatos rurais do país.

Recebem a visita do projeto 28 municípios dos estados de Goiás, Bahia, Mato Grosso, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Santa Catarina, Tocantins e Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

O projeto é desenvolvido pela CNA (Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil), pelo CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), com a parceria do Sistema Famasul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions