A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/10/2014 07:39

Segunda etapa de vacinação contra febre aftosa começa no sábado

Caroline Maldonado
Produtor deverá fazer a declaração de vacina no site da Iagro até dia 15 (Foto: Divulgação/Embrapa Pantanal)Produtor deverá fazer a declaração de vacina no site da Iagro até dia 15 (Foto: Divulgação/Embrapa Pantanal)

A segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa 2014 começa neste sábado (1º) nas regiões do Pantanal e Planalto de Mato Grosso do Sul. A imunização é obrigatória para todas as faixas etárias, de "mamando a caducando", nas regiões de Fronteira e Pantanal para os produtores optantes da etapa de novembro, já no Planalto deverão ser vacinados apenas os animais de 0 a 24 meses.

Até 15 dias após o término da campanha, o produtor deverá fazer a declaração de vacina no site da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal). Na região de Fronteira (antiga zona de Alta Vigilância), a segunda fase da vacinação começou no dia 1º de outubro, com prazo final no dia 15 de novembro. No Planalto a vacinação vai até 30 de novembro e no Pantanal até 15 de dezembro. 

Desde 2008, o Planalto e o Pantanal apresentam status de área livre de febre aftosa com vacinação, segundo a OIE (Organização Internacional de Saúde Animal). Na fronteira a condição foi restabelecida em 2011. A conquista é fruto do trabalho realizado pelos produtores rurais, em conjunto com os órgãos públicos e privados, na avaliação da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

Os produtores rurais tiveram um papel importante no reconhecimento internacional, na opinião do diretor-secretário do Sistema Famasul, Ruy Fachini. “Ao longo dos anos, os produtores vacinaram seus rebanhos de acordo com o calendário estabelecido pelo serviço veterinário oficial, atingindo assim um índice de cobertura vacinal acima de 98%. É um excelente percentual que comprova o comprometimento do setor em relação à sanidade animal. Esse status auxilia pra que MS se mantenha como importante exportador de carne bovina, atraindo mercados importantes", disse.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions