A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/03/2013 17:35

Sem reforma agrária, 500 famílias buscam crédito para compra, diz Fetagri

Nadyenka Castro
Geraldo Teixeira, em pé, e diretores da Fetagri. (Foto: Divulgação)Geraldo Teixeira, em pé, e diretores da Fetagri. (Foto: Divulgação)

Sem reforma agrária há anos em Mato Grosso do Sul, trabalhadores rurais optaram por comprar pequenas propriedades com créditos do Programa Nacional de Crédito Fundiário.

De acordo com o presidente da Fetagri/MS (Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Mato Grosso do Sul), Geraldo Teixeira, mais de mil famílias já pegaram o crédito e outros 500 pedidos estão em análise.

“Como a reforma agrária pelo INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) está paralisada há anos no Estado, caminhando a passos de jabuti, o crédito fundiário tem sido a saída que muitas famílias de colonos têm encontrado para adquirir terra para trabalhar e viver”, afirmou Geraldo;

O sindicalista informou ainda que 263 famílias, que integram o Projeto Santa Fé, em Alcinópolis, estão para obter crédito fundiário para se instalar ali e cultivar a terra que é propícia também ao plantio de seringueiras.

Geraldo declarou ainda que houve uma redução do juro do crédito fundiário de 5% para 2% ao ano. Para pessoas de 16 a 32 anos, o crédito fundiário pode ser obtido junto ao Banco do Brasil, segundo Geraldo, por um juro de apenas 1% ao ano, desde que a pessoa tenha aptidão para o trabalho no campo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions