A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/10/2015 13:13

Sobe de 8% para 13% previsão de crescimento da agricultura em MS

Caroline Maldonado
Crescimento da produção de cana em MS e superior aos previstos para Paraná, Mato Grosso e São Paulo (Foto: Divulgação/Biosul)Crescimento da produção de cana em MS e superior aos previstos para Paraná, Mato Grosso e São Paulo (Foto: Divulgação/Biosul)

Subiu para 13,6% o percentual estimado para o crescimento da safra de cereais, leguminosas e oleaginosas, em Mato Grosso do Sul, calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O volume, que foi de 14,8 milhões de toneladas em 2014, deve ser de 16,9 milhões este ano. De julho para agosto, a estimativa teve aumento de 4,9%. Antes, era previsto total de 16,1 milhões de toneladas.

A cana-de-açúcar deve ter incremento de 16,3% na produção em MS. A produção passa de 44 milhões para 51,2 milhões. O crescimento é superior ao previsto para o Paraná, de 5,8% e Mato Grosso, de 6,1%, além de São Paulo, maior produtor do País e responsável por 52,2% do total. Na metrópole a alta esperada para essa cultura é de apenas 4,2%.

Para a soja é previsto aumento de 15,3%, passando de 6 milhões de toneladas para 7,3 milhões toneladas. A produção de milho deve crescer 9,4%. O total colhido neste ano deve ser de 9,1 milhões de toneladas.

Sorgo em grão, também conhecido como milho-zaburro, deve render ao Estado 44.3 mil toneladas. A estimativa da produção cresceu 23,6%, com acréscimo de 26,5% na área plantada, embora o rendimento médio esperado esteja 2,3% menor, conforme o IBGE.

O levantamento do IBGE detalha a movimentação do cultivo de trigo no Estado. Conforme a pesquisa, 10% das lavouras estão colhidas e a área plantada foi reduzida em função de novas avaliações da Comissão Municipal do município de Dourados. O bom rendimento está relacionado às boas condições climáticas desta safra.

Não houve ocorrências de estiagem e geadas na região de cultivo do trigo e houve maior investimento por parte dos poucos produtores que permanecem nesta atividade. A micro-região de Dourados continuou sendo a principal produtora com 11.5 mil hectares plantados e o município de Laguna Carapã foi o principal produtor, nesta safra de 2015, com uma área cultivada de 3.2 mil hectares. O município de Ponta Porã passou a ser o segundo maior produtor com uma área plantada de 3.000 hectares.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions