A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/07/2015 13:14

Tecnologia gera aumento de 36% no número de emissões de e-GTA

Liana Feitosa

A emissão de e-GTAs (Guias de Trânsito Animal eletrônicas) aumentou 36,8% em Mato Grosso do Sul de 2014 para 2015. O documento é exigido para o trânsito, dentro do Estado e para fora dele, de animais destinados à cria, recria, engorda, reprodução e abate. Além disso, a autorização permite também a participação em eventos e transporte de ovos entre cidades e estados.

Em 2014, foram emitidas cerca de 38 mil guias, de 2 de junho a 20 de julho. Já neste ano, com a ampliação do alcance do sistema, somente nos últimos 45 dias foram emitidas mais de 52 mil guias pela internet.

Mais de 80% dos produtores do Estado já podem, desde junho passado, emitir a guia a qualquer hora pelo computador, tablet ou smartphone, desde que tenha acesso à internet. O procedimento ainda pode ser feito pessoalmente na sede da Iagro.

As informações inseridas são integradas automaticamente à uma plataforma do governo federal chamada PGA (Plataforma de Gestão Agropecuária), permitindo o trânsito interestadual.

Segundo o governo do Estado, a meta da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) era atingir esses números somente daqui um ano.

Para processar o documento, é preciso estar devidamente cadastrado na Iagro e com as informações atualizadas, principalmente com relação aos dados sobre a área da propriedade, tipo de exploração pecuária e rebanho.

O produtor precisa acessar o sistema Saniagro Web, onde a guia fica disponível. O serviço também oferece consulta de saldo de animais, extrato de produtos, registros de vacinação e consulta de guias emitidas.

Além disso, permite ao pecuarista realizar transações de compra, venda, abate, transferência e leilão de bovinos.
Desde abril, todo trânsito de animais destinados ao abate em estabelecimentos registrados no SIF (Serviço de Inspeção Federal) só é aceito mediante emissão da e-GTA. Em Mato Grosso do Sul a mudança resultou em economia de mais de 150 mil por ano aos cofres públicos, já que a impressão agora não precisa ser feita em formulários de segurança.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions