A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/06/2016 20:13

Uso de sensor óptico para agricultura de precisão é analisado em pesquisa

João Humberto
O objetivo da pesquisa é estudar essa estratégia para o melhoramento da produção do algodão (Foto: Divulgação/Fundect)O objetivo da pesquisa é estudar essa estratégia para o melhoramento da produção do algodão (Foto: Divulgação/Fundect)

O projeto “Uso de sensor óptico ativo na avaliação das relações entre adubação nitrogenada, condições hídricas e aplicação de regulador de crescimento na cultura do algodoeiro”, coordenado pelo professor e pesquisador da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Fábio Henrique Rojo Baio. O objetivo é estudar essa estratégia para o melhoramento da produção.

As técnicas de agricultura de precisão estão ligadas à gestão sustentável e ao aumento da produtividade da cultura. No caso dessa pesquisa, o estudo averigua a produtividade da cultura do algodoeiro e analisa como avaliar economicamente o investimento na tecnologia.

A agricultura de precisão envolve três elementos críticos: coleta de informação, aplicação de tecnologia, e gerenciamento. O investimento em sensores, GPS e em mapeamentos encarecem o custo da produção se nada for feito com a tecnologia.

Segundo Baio, a aplicação prática das informações de campo é importante para reverter o investimento em lucro. Uma forma de obter retorno é pela aplicação localizada de insumos em taxa variável - VRT (Variable Rate Technology). No Brasil, a aplicação em VRT de adubos e corretivos está cada vez mais comum no Brasil, devido ao mapeamento da fertilidade do solo, mas existe muita dúvida sobre como fazer a aplicação em VRT, informa Fábio Henrique.

Algodão - O algodoeiro é uma planta perene que foi adaptada para o cultivo anual, com necessidade de controle do crescimento vegetativo e finalização do ciclo para colheita mecanizada. A aplicação do regulador de crescimento é necessária para gerenciar o crescimento vegetativo e equilibrar ao reprodutivo.

Baio explica que a proposta desenvolve modelo alternativo de recomendação de nitrogênio em cobertura na cultura do algodoeiro. Os resultados levarão ao uso racionalizado dos insumos avaliados, diminuindo contaminação e impacto ambiental, além de melhorar a exatidão e eficiência da adubação nitrogenada em cobertura, aplicada ao algodoeiro, minimizando os custos com essa adubação, possibilitando a recomendação em taxa variável do nitrogênio e de regulador de crescimento, baseado em leitura de um sensor multiespectral, observa o pesquisador.

Economicamente, os resultados gerados com esta pesquisa poderão trazer grandes vantagens não somente para o Mato Grosso do Sul, mas para o Brasil, uma vez que traz informações sobre o lucro pelo investimento na tecnologia.

(Com informações da Fundect/MS)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions