A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

30/06/2008 17:05

Venda de carne à Europa vai esbarrar na rastreabilidade

Redação

A habilitação do Paraná e São Paulo para exportação de carne bovina in natura à União Européia significa mais uma estratégia política que sinalização efetiva do fim do embargo ao produto brasileiro. A avaliação é do presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Laucídio Coelho Neto.

Para Laucídio, é preciso lembrar que a exportação depende da rastreabilidade e, somente fazendas certificadas estarão aptas a vender para os europeus. Com a sinalização da União Européia, o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) começa imediatamente a auditoria nas propriedades inseridas no Sisbov (Sistema de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos).

A exigência da certificação deve ter leve impacto para as vendas de Mato Grosso do Sul, que tem São Paulo como um dos principais compradores, afirma Laucídio. Na avaliação do diretor da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Eduardo Riedel, o mercado da carne está globalizado e o Estado integra a escala nacional, por isso a liberação para os paulistas deve contribuir nas vendas locais.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions