A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

01/10/2018 11:27

Adolescentes atropeladas por carro desgovernado passam por cirurgia

O fato foi na tarde de ontem (30), na Rua Cachoeira do Campo, no Portal Caiobá, em Campo Grande

Viviane Oliveira e Bruna Pasche
Cômodo foi destruído pelo carro desgovernado (Foto: Bruna Pasche) Cômodo foi destruído pelo carro desgovernado (Foto: Bruna Pasche)

As duas irmãs, de 11 e 14 anos, que foram socorridas após serem atropeladas na tarde de ontem (30), na Rua Cachoeira do Campo, no Portal Caiobá, em Campo Grande, continuam internadas na Santa Casa. O motorista responsável por causar o acidente, Leonir dos Santos Lenes, 40 anos, tem a perna direita amputada e dirigia um Chevrolet Corsa sem adaptação. Sob suspeita de embriaguez, ele acabou agredido após atingir as vítimas e também precisou de atendimento médico.

Conforme a assessoria de imprensa da unidade de saúde, a paciente de 11 anos passou por cirurgia pela equipe ortopédica e está se recuperando na enfermaria pediátrica. Ela sofreu corte no braço direito, escoriações no joelho e na perna. Já a menina mais velha deve passar por cirurgia ainda nesta manhã. Ela sofreu fratura no joelho e nos braços. As lesões são graves, mas o estado de saúde dela é estável.

Acidente - Testemunhas relataram que, Leonir seguia ao sentido centro/bairro, quando perdeu o controle da direção e o carro atingiu um Honda Civic estacionado. Invadiu a calçada, atropelou as duas meninas em frente de casa, derrubou o muro e arremessou as irmãs para dentro da residência. Elas tiveram fraturas expostas e foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros.

Leonir foi retirado de dentro do carro e acabou agredido pelos moradores da região. Segundo os depoimentos das testemunhas, além de ter uma das pernas amputadas e dirigir um carro manual, sem qualquer adaptação, o suspeito “sequer conseguia abrir os olhos de tão bêbado”. Ele sofreu vários ferimentos em razão das agressões e continua internado em observação na área verde do pronto socorro. Não há informação se foi constatado que o condutor dirigia sob efeito de álcool. Ele não está preso no hospital. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions