A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

11/02/2018 07:54

Em 24 horas, Carnaval tem 12 presos por embriaguez ao volante na Capital

Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), dirigir sob influência de álcool é infração gravíssima

Viviane Oliveira
As blitze começaram na sexta-feira à tarde (Foto: divulgação/PM)As blitze começaram na sexta-feira à tarde (Foto: divulgação/PM)

Em menos 24 horas, ao menos doze condutores foram presos em blitz durante 'Operação Carnaval' por dirigir sob efeito de álcool nas ruas e avenidas de Campo Grande. Houve abordagens na Rua 13 de Maio, na Avenida Afonso Pena, na Avenida Presidente Ernesto Geisel, na Rua Brasília e na Rua Antônio Maria Coelho.

Por volta das 2h deste domingo (11), na Rua 13 de Maio com a Avenida Mato Grosso, Lucas Gabriel de Araújo da Silva, 22 anos, seguia em uma motocicleta Honda CG Titan, quando tentou fugir ao avistar uma equipe da Polícia Militar. Segundo as informações do boletim de ocorrência,  ele foi abordado, disse que não ia sair, se recusou a fazer o teste do bafômetro e desacatou os policiais. Ele foi preso por embriaguez, desobediência e desacato. 

Na sequência, na Avenida Afonso Pena com a Duque de Caxias, Marcelo Leite, 46 anos, conduzia um Peugeot, de cor prata, avançou o sinal vermelho e acabou colidindo com uma motocicleta CG 150, conduzia por uma mulher de 36 anos, que seguia pela preferencial. A vítima foi socorrida à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida. Já Marcelo apresentava sinais de embriaguez e foi submetido ao bafômetro. O resultado foi positivo de 0,68 miligrama de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

Por volta das 17h de sábado, Luiz Antônio Melo de Lima, 31 anos, foi preso sob efeito de álcool na Rua Brasília, em frente a Casa da Mulher Brasileira. Ele seguia em uma veículo Volkswagen Saveiro com o volume do som muito alto e bebendo cerveja, quando foi flagrado pelos policiais. Durante abordagem, o condutor colocou a lata de cerveja que bebia no assoalho, desceu do carro e ainda urinou na frente dos policiais.

Alterado, o condutor não quis fazer o teste do bafômetro e desacatou a equipe. Além de dirigir sob efeito de álcool, Luiz não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Dentro do carro foram encontrados mais duas latas de cerveja. 

Esses foram os três casos em que a situação de prisão incluiu desacato ou acidente. Os outros nove presos foram flagrados em blitz e conduzidos para a delegacia.

Segundo diaNa madrugada de ontem (10), em blitz realizada pelo BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), 29 veículos foram removidos e um pessoa presa por embriaguez ao volante, na Avenida Afonso Pena esquina com a Rua Espírito Santo. Os presos foram levados para as Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário do Centro e da Vila Piratininga.

Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), dirigir sob influência de álcool é infração gravíssima. Além de pagar multa no valor de R$ 2.934,70, o condutor perde o direito de dirigir por 12 meses. Em caso de reincidência, o valor dobra para R$ 5.869,40. Além da esfera administrativa, o flagrante pode resultar em prisão se a medição do etilômetro indicar mais de 0,34 mg/L.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions