A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

27/09/2017 13:28

Em luto pela morte de servidor, Guarda Municipal cancela inauguração

Anderson de Lira Ramos, de 37 anos, é uma das vítimas de acidente, conforme reconheceu a família

Anahi Zurutuza
Página do Facebook da Guarda Municipal (Foto: Reprodução)Página do Facebook da Guarda Municipal (Foto: Reprodução)
Anderson de Lira Ramos (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)Anderson de Lira Ramos (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)

Em luto pela morte do servidor Anderson de Lira Ramos, de 37 anos, a Guarda Municipal cancelou a inauguração da base construída na região do Imbirussu – oeste de Campo Grande –, marcada para as 17h30 desta quarta-feira (27).

O cancelamento da cerimônia foi informado pela assessoria de imprensa da Semsp (Secretaria Municipal de Segurança Pública) por meio de nota e também na página da Guarda Municipal no Facebook.

Segundo a família de Anderson, ele é uma das vítimas do acidente na avenida Mato Grosso que matou duas pessoas carbonizadas na madrugada desta quarta-feira (27).

Embora a Polícia Civil e o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) ainda não tenham confirmado a identificação das vítimas, a irmã do guarda municipal reconheceu o corpo por causa de uma placa de metal no ombro esquerdo e pelos pés. A polícia ainda pode pedir o DNA.

De acordo com a Guarda Municipal, Anderson de Lira Ramos era lotado na base da região do Anhanduí – sul da Capital– e trabalhava na Escola Municipal Elizio Ramires Vieira, que fica no Jardim Pênfigo – no sudoeste da cidade. Ele estava de férias.

 

Carro destruído pelo fogo depois do acidente (Foto: Direto das ruas)Carro destruído pelo fogo depois do acidente (Foto: Direto das ruas)

Acidente – O acidente aconteceu por volta das 2h desta quarta-feira (27), na Mato Grosso quase esquina com a Rui Barbosa. As imagens das câmeras de segurança que o Campo Grande News teve acesso mostram gravações a 1h27 e a 1h30.

De acordo com a BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), na pista há marca de frenagem bem longa, mais ou menos de 57 metros, uma evidência de que o condutor estava em alta velocidade.

Por causa da batida, o veículo pegou fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas os ocupantes não conseguiram sair a tempo e morreram carbonizados. Veja o vídeo:



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions