A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

18/07/2017 14:13

Em menos de 20 dias, sete morreram carbonizados em acidentes nas rodovias

Desde 28 de junho, foram registrados pelo menos 4 ocorrências, que resultaram no incêndio de veículos após as colisões.

Anahi Gurgel
Corpo de Bombeiros realiza trabalho para apagar incêndio após colisão envolvendo 5 veículos. Três pessoas morreram carbonizadas. (Foto: Direto das Ruas)Corpo de Bombeiros realiza trabalho para apagar incêndio após colisão envolvendo 5 veículos. Três pessoas morreram carbonizadas. (Foto: Direto das Ruas)

Em menos de vinte dias, sete pessoas foram mortas carbonizadas em acidentes de trânsito nas rodovias de Mato Grosso do Sul. Somente neste fim de semana, em duas ocorrências registradas em Campo Grande e Nova Andradina, foram 3 óbitos dessa natureza, sendo uma criança.

No domingo (16), um homem e uma criança morreram carbonizados após colisão entre o veículo em que estavam e uma carreta, na BR-267, em Nova Andradina. No carro, com placa de Jales (SP), estavam sendo transportados materiais inflamáveis, como isqueiros, e outras mercadorias importadas. O motorista da carreta não sofreu ferimentos.

Um dia antes (15), por volta das 18h30, uma colisão frontal entre uma L-200 e uma motocicleta, matou um jovem de 28 anos, na BR 262, na direção de Ribas do Rio Pardo.

O motorista da camionete, que havia ingerido 2 latas de cerveja, invadiu a pista contrária, e atingiu a moto, que explodiu na hora. O condutor chegou a ser preso e indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar, mas recebeu liberdade provisória, sob condição de cumprir uma série de regras impostas pela Justiça.

Veículo pegou fogo após colidir com carreta. Motorista e uma criança morreram carbonizados. (Foto: Reprodução / Nova News)Veículo pegou fogo após colidir com carreta. Motorista e uma criança morreram carbonizados. (Foto: Reprodução / Nova News)

O acidente que deixou maior número de vítimas carbonizadas e chocou a população, aconteceu na tarde de quinta-feira (13), na BR-163, saída para São Paulo.

Segundo testemunhas, o condutor de uma carreta não teria observado o trânsito que estava parado para manutenção na pista, bateu na traseira de um carro de passeio, que foi empurrado na traseira de outra carreta, provocando ainda um engavetamento com outros veículos.

Com a colisão, o veículo pegou fogo, provocando diversas explosões. Morreram carbonizados dois ocupantes do carro e o condutor de uma das carretas.

No mês de junho, dia 28, uma pessoa morreu carbonizada em acidente de trânsito na MS-162, a cerca de 50 quilômetros de Sidrolândia. Segundo testemunhas, o veículo saiu da pista e bateu em duas árvores, pegando fogo na hora. A suspeita é que ele tenha passado mal ou dormido ao volante. 

"Foram dias atípicos. Velocidade e desatenção dos motoristas estão presentes na maioria das ocorrências", acredita Kléyson Soares Loureiro, assessor de imprensa da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Motociclista morre carbonizado após se envolver em acidente com caminhonete
Motociclista ainda não identificado morreu carbonizado após se envolver em acidente com uma caminhonete, no fim da tarde de ontem (15), no km 285 da ...
Terceiro corpo é encontrado nas ferragens em acidente na BR-163
Foi encontrado um terceiro corpo preso às ferragens do carro que se envolveu em acidente com outros quatro veículos na rodovia BR-163, em Campo Grand...


Os acidentes com veículos que batem de frente estão quase todos pegando fogo. Penso que deve ser por causa do recipiente que existe nos carros flex, e que estão sempre com gasolina e ficam sobre o motor do veículo. Qualquer batida pode causar a avaria neste recipiente que é feito de plástico e a gasolina derrama sobre o motor do veículo, causando incêndio imediato. Uma coisa que poderia ser feito, seria mudar o lugar do recipiente ou então utilizar outro material mais resistente que o plástico na confecção dos mesmos.
Fica a dica...
 
Márcio Fontoura Corrêa em 18/07/2017 14:39:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions