A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Junho de 2017

25/07/2016 16:15

Empresa desligou radares porque está há um ano sem receber da Prefeitura

Perkons deu ultimato à Agetran no dia 7 de julho e iniciou desativação no dia 23 deste mês

Anahi Zurutuza
Empresa desligou radares porque está há um ano sem receber da Prefeitura

A Perkons, responsável pela instalação, gerenciamento eletrônico e manutenção de todos os radares de lombadas de Campo Grande, está sem receber pelos serviços prestados à prefeitura da Capital desde agosto do ano passado. Os equipamentos começaram ser desligados no dia 23 deste mês.

Em todos os aparelhos, está sendo anexado cartaz que avisam sobre a desativação, conforme flagrou o Campo Grande News na manhã desta segunda-feira (25), na avenida Ministro João Arinos, pouco antes do viaduto, na saída para Três Lagoas.

A empresa foi contratada pela administração municipal em dezembro de 2010. Conforme a assessoria de imprensa da Perkons, nos últimos 11 meses vem cobrando da prefeitura o pagamento pelos serviços prestados. “O órgão de trânsito foi comunicado através de cartas protocoladas, pois a falta de pagamento vinha causando desequilíbrio contratual, tornando onerosa e inviável a continuidade dos serviços nestas condições”, informou a empresa por meio de nota.

Aviso foi afixado em radares na avenida Ministro João Arinos (Foto: Alcides Neto)Aviso foi afixado em radares na avenida Ministro João Arinos (Foto: Alcides Neto)

Ultimato – No dia 7 de julho, a empresa deu um ultimato à prefeitura, por meio de ofício enviado à Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). “A Agetran foi informada que, caso o pagamento não fosse restabelecido num prazo de 15 dias, não restaria alternativa senão o desligamento dos equipamentos e a paralisação total da prestação dos serviços”.

Sem resposta, a meia-noite do sábado (23), a Perkons iniciou a desativação dos equipamentos.

Pela manhã, a assessoria de imprensa da prefeitura informou que não sabia o motivo dos desligamentos e iria verificar com a empresa responsável.

O Campo Grande News tentou falar com o diretor-presidente da Agetran, Elídio Pinheiro, na tarde de hoje, mas ele desligou o telefone assim que a reportagem se identificou. Na segunda tentativa, a secretária do mesmo atendeu a ligação e informou que o diretor estava em reunião.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions