A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

17/09/2018 08:19

Família de idosa morta em faixa de pedestre reclama de trecho perigoso

Acidente acidente aconteceu por volta das 11h30 deste domingo (16) na BR-163, próximo a Avenida Ana Rosa Castilho Ocampo

Viviane Oliveira e Danielle Valentim
Carro que atropelou a idosa ficou com a frente danificada (Paulo Francis) Carro que atropelou a idosa ficou com a frente danificada (Paulo Francis)

A família de Maria Francisca Coimbra da Silva, 70 anos, que morreu atropelada enquanto atravessava a faixa de pedestre por volta das 11h30 de ontem (16), reclama de trecho perigoso e teme que novos acidentes aconteçam no local. O acidente aconteceu na BR-163, próximo a Avenida Ana Rosa Castilho Ocampo, no Bairro Montevidéu, em Campo Grande.

O corpo da vítima está sendo velado em uma capela na Avenida Bandeirantes desde a madrugada. O sepultamento está previsto para acontecer por volta das 10h30 desta segunda-feira (17) no Cemitério Memorial Park.

Conforme a irmã de Maria, Delcira Coimbra Dasmacena, 72 anos, o trecho onde ocorreu o atropelamento é sinalizado apenas com faixa de pedestre e radar, que não são suficientes para barrar os motoristas em alta velocidade.

O local é movimentado e serve de travessia para mais de 40 crianças que diariamente atravessam a rodovia para irem até a Escola Municipal Professor Vanderlei Rosa de Oliveira. “Antes tinha um quebra-molas que barrava os veículos em alta velocidade, mas tiraram”, lamenta.

Acidente - Maria Francisca voltava da igreja junto com a filha de 33 anos, quando foi atingida por um Fiat Palio. Após o acidente, o motorista abandonou o carro e fugiu sem prestar socorro. A idosa sofreu vários ferimentos e morreu local. Ele já foi identificado pela polícia e deve prestar depoimento nesta semana. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions