A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 28 de Maio de 2017

01/04/2013 10:36

Família nega que morto em acidente estivesse participando de racha

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius
Tia não acredita que sobrinho participou de racha. (Foto: Marcos Ermínio)Tia não acredita que sobrinho participou de racha. (Foto: Marcos Ermínio)

A família de Marcus Vinicius Henrique de Abreu, de 22 anos, morto no acidente ocorrido na noite de ontem (31), na avenida Duque de Caixas, em Campo Grande, nega que o jovem estivesse participando de um racha.

A tia do rapaz, Rosane Mara de Abreu, afirma que o sobrinho tinha acabado de sair de casa, que segunda ela, fica a duas quadras do local onde aconteceu a colisão, para levar a namorada, Letícia Souza Santos, de 23 anos, até residência dela. 

De acordo com a tia, no local do acidente não consta vestígios que indique que Marcus estava disputando corrida na via pública. “Se tivesse sido racha, tinha que ter mais marcas de frenagem e não tinha isso. Como vai fazer racha às nove horas da noite? È meio complicado esse horário”, diz.

 

Carro ficou destruído. (Foto: Helton Verão)Carro ficou destruído. (Foto: Helton Verão)

O jovem conduzia o veículo Polo e estava acompanhado da namorada, Letícia Souza Santos, de 23 anos. O carro partiu ao meio ao colidir com o poste.

Marcus ainda foi socorrido com vida, mas morreu durante a madrugada, na Santa Casa. Letícia teve ferimentos graves e continua internada no hospital.

Rayan Douglas Wehner Viera, de 20 anos, que estaria envolvido no acidente, foi preso em flagrante e indiciado pelo crime de homicídio culposo na direção de veículo automotor, embriaguez ao volante, lesão corporal e por participar de competição não autorizada. Ele conduzia um Citroen C3.

Um terceiro motorista está sendo procurado pela Polícia. Uma testemunha relatou ao Campo Grande News que viu o carro da vítima, o Citroen e um Sedan disputando corrida na via.




Gente o que é isso!!!Não posso afirmar que esse ou aquele estavam participando de rachas!!Mas aproveito a oportunidade para alertar que a avenida Duque de Caxias realmente virou pista de corrida!!!Sejamos "gente" e gente consciente!!!! Nem os animais são tão irracionais....Credo!!!!
 
Ingrid Keila Kranjcec Inoue Romeiro em 25/04/2013 09:57:20
Daqui a pouco vão dizer que uma força eletromagnética atraiu o carro com uma força abrupta em direção ao poste!!!
 
luigi castro em 02/04/2013 10:11:09
não se tratava de racha não. Por estarem nas imediações do aeroporto, pensaram ser pilotos de avião e tentaram decolar com os carros, daí a altissima velocidade.
 
Reinaldo Fernandes em 01/04/2013 17:07:06
Se era um racha, tinha que ter oponente(s).
Cadê-los?
 
Elviria Santos Ferreira em 01/04/2013 15:24:10
Deve ser muito dificil para a familia mesmo...Só Deus para conforta-lós! Agora vejamos por outro lado,ele morreu sozinho culpa da sua propria imprudência, ele se suicidou, nao matou ninguem que não tinha nda a ver, como fez o rapaz do acidente da camionete com o taxi na afonso pena! Uma familia só chorando não duas...Pagou caro sua irresponsabilidade...
 
Elisa zocal em 01/04/2013 15:20:16
infelizmente mais uma vida que se vai. Nem adianta saber se era racha ou não. O pagamento por seu ato já foi cobrado: a sua vida. É uma pena que os jovens de hoje não pensem no que estão fazendo. Respeito a dor dos familiares e até acho que acidentes acontecem. Mas como justificar um carro partir ao meio se não estivesse em alta velocidade em área que é bastante movimentada e muito bem sinalizada?
 
Jéssica Santos em 01/04/2013 15:18:19
Nós não podemos ficar procurando culpados isso é serviço da justiça investigar descubrir
e punir os culpados, quantas vidas vai perder até que alguem tome atitude?
 
MARCOS VEIGA em 01/04/2013 15:16:47
Como um carro parte ao meio se não estiver em uma velocidade altíssima e incompatível com o local?Meus sentimentos aos familiares mas não se pode negar que no mínimo o condutor estava em alta velocidade e ficar achando isso "que não tinha marca de frenagem", quem disse que em racha tem que ter marca de frenagem no local?Outra: os familiares nem no local estavam e há várias testemunhas que dizem que sim, houve racha. Então cabe as autoridades investigarem e responsabilizarem os culpados como já foi feito com o outro condutor. Devem sim ficar presos pagando pelas suas inconsequencias. Os jovens não estão dando valos as suas vidas e principalmente com a de terceiros.
 
Marcos de S. Souza em 01/04/2013 14:08:26
Como é??? tudo mentira ele já estava vindo da Afonso Pena, não duas quadras do local!, e se foram periciar em frente ao CMO irão ver as marcas de pneu, não porque frearam, sim porque sairam cantando pneu, e é claro que nem deu para frear, Por favor ! eu sei que é uma hora difícil, perder um ente querido, mais ele estava errado!!!
 
Cristiane prudente em 01/04/2013 13:53:06
Respeito a opinião e principalmente a dor da tia do rapaz, mas mesmo que ele não estivesse tirando racha; estaria vivo se não estivesse em altíssima velocidade, prova disso que o carro partiu ao meio.
 
Guilherme Fonsea em 01/04/2013 13:39:21
Se não estava fazendo racha a perícia tem que verificar melhor o que aconteceu, saber quem estava - muito - acima da velocidade permitida na via, se foi o carro ou o poste.
 
Mauricio Secco em 01/04/2013 13:13:19
Até que demorou para acontecer! Demorou, hein?! Deus teve muita misericórida dos "velozes e furiosos"! Só quem mora nas imediações sabe, verdadeiralmente, o que acontece nestas bandas! Não precisa muito, não, é só dar umas voltinhas na pista de caminhada ou na ciclovia nos inícios e fim de noite! E não é só nos finais de semana, não!
 
Vicentina Vasques em 01/04/2013 11:12:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions