A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

18/01/2012 16:08

Homem fica ferido em colisão entre carro de passeio e caminhonete

Nadyenka Castro e Viviane Oliveira

Antônio Valdir Gomes, 52 anos, quebrou a perna esquerda. Ele dirigia um Voyage e, de acordo com relatos, não respeitou a preferencial

Bombeiros socorrem motorista. Ele não teria respeitado a sinalização. (Foto: Simão Nogueira)Bombeiros socorrem motorista. Ele não teria respeitado a sinalização. (Foto: Simão Nogueira)
Com a colisão, caminhonete ficou com a frente danificada. Condutor saiu ileso. (Foto: Simão Nogueira)Com a colisão, caminhonete ficou com a frente danificada. Condutor saiu ileso. (Foto: Simão Nogueira)

Antônio Valdir Gomes, 52 anos, quebrou a perna esquerda ao colidir o Voyage que conduzia na caminhonete Ford Ranger dirigida pelo arquiteto Leonardo Costa, 36 anos, no início da tarde desta quarta-feira, na avenida Marques de Pombal, bairro Tiradentes, em Campo Grande.

Testemunhas e o condutor da caminhonete disseram que Antônio não respeitou a preferencial. Ele trafegava por uma via perpendicular e cruzou a avenida.

“Ele entrou correndo, não parou”, conta Leonardo, que seguia pela Marques de Pombal no sentido Centro/bairro e bateu a frente da caminhonete na porta do Voyage.

Com o impacto, a frente do utilitário ficou danificada, assim como a porta do carro de passeio que não pode ser aberta e precisou ser retirada pelo Corpo de Bombeiros para o socorro a Antônio.

Segundo Leonardo, Antônio, aparentemente, não trafegava com intenção de parar no cruzamento. “Ele não veio com intenção de olhar”, fala o arquiteto, que avalia ser necessário mais redutores de velocidade e semáforos na via.

Comerciante e moradora da avenida, Diva Borges, 59 anos, define a via como “horrorosa” e diz que acidentes acontecem diariamente no local. “ São 24 horas de acidentes”.

“A velocidade que carros, motos e até caminhões andam é absurda. Na minha opinião, que também sou motorista, o que inibe o motorista imprudente é o radar”, fala Diva.

Segundo a comerciante, no caso do acidente desta quarta-feira, ambos os veículos estavam em alta velocidade. “ Tem que espalhar radares pela cidade toda”.

Motorista bêbado causa acidente, tenta fugir, mas vai preso após perseguição
Embriagado, Wellington Márcio da Silva, 34 anos, foi preso após causar acidente envolvendo o carro que conduzia e uma motocicleta. O caso aconteceu p...
Multas de trânsito poderão ser pagas em parcelas e com cartão de crédito
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou nesta quarta-feira (18) resolução que altera a forma de pagamento das multas de trânsito e demais ...



O grande problema que acontece nesta avenida é que os carros que querem atravessá-la não sabem que devem dar preferência para quem está na avenida e entram com tudo na via sem parar, como foi o caso deste acidente de hoje. É claro que abusam da velocidade nesta avenida porém, mesmo trafegando em baixa velocidade corremos o risco deste péssimos condutores que não sabem o que é preferencial.
 
Carlos de Barros em 18/01/2012 04:57:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions