A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

20/04/2012 14:44

Infrações no trânsito relacionadas ao consumo de álcool dobram em 3 anos

Elverson Cardozo
Número de infrações saltaram de 299 para mais de 600 notificações entre 2008 e 2011. (Foto: Fernando da Mata/Arquivo)Número de infrações saltaram de 299 para mais de 600 notificações entre 2008 e 2011. (Foto: Fernando da Mata/Arquivo)

As infrações de trânsito relacionadas ao consumo de álcool dobraram nos últimos três anos em Campo Grande. O número saltou de 299 para mais de 600 notificações entre 2008 e 2011.

Os dados foram apresentados na manhã desta sexta-feira (20) pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), durante audiência pública sobre crimes de trânsito.

Segundo a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), no ano passado 550 motoristas foram notificados por dirigir sob efeito de álcool.

Deste total, 512 foram encaminhados à Polícia Civil porque haviam ingerido quantidade superior ao permitido pela legislação.

Após as palestra, durante debate, o inspetor da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Tércio Bagio, sugeriu ao deputado estadual Julio Mochi (PMDB), um projeto para implantação de imagens com alertas às campanhas publicitárias que estimulam o consumo de bebidas alcoólicas, como ocorrem nas propagandas de cigarros.

Mortes - Os homicídios culposos no trânsito aumentaram 14,3%, na comparação entre 2010 e 2011. Campo Grande registrou aumento de 15,1%. Em Mato Grosso do Sul o índice fica na casa dos 14%.

Cerca de 200 pessoas participaram hoje da audiência pública sobre crimes no trânsito. (Foto: Minamar Júnior)Cerca de 200 pessoas participaram hoje da audiência pública sobre crimes no trânsito. (Foto: Minamar Júnior)

Ao fazer uso da tribuna, o promotor de Justiça Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos comentou sobre um projeto voltado para a redução do índice de violência, desenvolvido pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul, e fez um paralelo com o trânsito de Campo Grande.

Trata-se do projeto “Não morra tão cedo”, que avalia o crescimento da taxa de homicídios na Capital. “Existe aquele tabu de que morte tem a ver com drogas”, disse, acrescentando que, na verdade, o estudo revelou que as grandes maiorias dos homicidas fazem uso de bebidas alcoólicas antes de cometerem seus crimes.

Na avaliação do promotor, o trânsito em Campo Grande se tornou, por um ângulo, uma situação de saúde pública.

Infrações - Só em 2011, o número de autos de infrações emitidas pelo Detran ficou em torno de 25 mil. Em três anos o número de notificações pelo não uso do cinto de segurança passou de 783 para 6.422.

Os condutores flagrados dirigindo sem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) saltou de 3,4 mil, em 2008, para mais de 5 mil no ano passado.

Homem de 74 anos morre em hospital após ser atropelado por moto
Idoso de 74 anos morreu 13 dias depois após ser atropelado por uma motocicleta, por volta das 14h do dia 9 deste mês, na cidade de Rio Verde de Mato ...
Detran do MS adere a sistema que dá até 40% de descontos em multas
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) aderiu ao SNE (Sistema de Notificação Eletrônica) e dará até 40% de desconto no...



Claro que aumenta, a expressiva queda nas acidentes causados por embriaguez verificada ocorreu devido a intensa fiscalização que seguiu a promulgação da lei, e nao a lei seca em si, agora que a 'febre' passou e a fiscalização voltou ao normal, as ocorrencias tambem

 
Gerson Dias em 21/04/2012 08:35:42
E deveria multar muito mais, é o fim do mundo mesmo! Você pode se ferir ou até morrer, pela atitude de um babaca, que acha bonito encher a cara e sair de carro no trânsito, um espaço que é de todos!!! Parabéns pela iniciativa. É isso que a população quer...


SEGURANÇA!!!!!!!!!!!!!
 
Norma Minardo Shendar em 20/04/2012 05:10:47
As infraçoes são as mesmas cometidas a anos atras a unica diferença eh q agora estão sendo quantificadas e apresentadas devido a lei seca!!! Infelizmente que campanhas sobre respeito no transito e a vida... não vem surtindo efeito. As pessoas só aprendem apos que sentem na pele ou no bolso!
 
JONATAS CRAVEIRO em 20/04/2012 05:06:02
Parabéns ao promotor Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos , realmente o trânsito é uma situação de saúde pública.
 
Juarez Goncalves em 20/04/2012 05:03:43
Claro !!!!! Não tem punição ...
 
Marcos Figueiredo em 20/04/2012 04:41:44
“´Existe aquele tabu de que morte tem a ver com drogas´, disse, acrescentando que, na verdade, o estudo revelou que as grandes maiorias dos homicidas fazem uso de bebidas alcoólicas antes de cometerem seus crimes". Alcool não deixa de ser droga ao traço da caneta, é uma droga licita. Fácil resolver isso, é só não votar nos "ADICTOS" que emperram e matam pela caneta.
 
CLAUDIO MOREIRA em 20/04/2012 03:21:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions