A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

31/05/2017 11:12

Motociclista morto na Mato Grosso havia sido demitido um dia antes de acidente

Viviane Oliveira e Marcus Moura
A pancada foi tão forte que o motociclista morreu no local (Foto: Willian Leite)A pancada foi tão forte que o motociclista morreu no local (Foto: Willian Leite)
Foto postada pela vítima em sua página na rede social  (Foto: Reprodução/Facebook)Foto postada pela vítima em sua página na rede social (Foto: Reprodução/Facebook)

O motociclista Uesley Frank Moesch, 45 anos, que morreu na manhã desta quarta-feira (31), após bater na traseira de um ônibus do transporte coletivo, havia sido demitido do emprego, no fim da tarde de ontem (30). Ele trabalhava como gestor em um atacadista.

O acidente aconteceu na Avenida Mato Grosso, em frente à Caixa Econômica Federal, no Bairro Carandá Bosque, em Campo Grande.

Os colegas de trabalho da vítima, que não quiseram se identificar, contaram que Uesley ficou muito chateado com a demissão repentina, sem motivo. “Ele foi demitido direto. Sem precisar cumprir aviso e saiu muito nervoso da empresa”, lamenta. “Era uma pessoa muito legal, tranquila e deixou dois filhos pequenos. Deveria estar muito distraído hoje de manhã, pois era acostumado a pilotar aquela moto”, diz outra colega de trabalho.

Testemunhas relataram que a vítima pilotava a motocicleta com placas do Estado da Bahia ao sentido Parque dos Poderes, quando bateu na traseira de um ônibus parado no ponto para embarque e desembarque. Os dois veículos seguiam no mesmo sentido.

Ainda de acordo com testemunhas, o motociclista não conseguiu frear a tempo. O Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados, mas a vítima morreu no local. O motorista do ônibus, Marcelo Francisco de Aguiar, 35 anos, contou que estava parado no ponto, quando ouviu a pancada. Ele transportava cerca de 50 passageiros. No coletivo, ninguém ficou ferido.

Em menos de 24 horas, este é o segundo acidente como morte envolvendo moto e ônibus do transporte coletivo. No fim da manhã de ontem (30), Felipe Mateus Barbosa Araújo dos Santos, 19 anos, derrapou a motocicleta que conduzia e foi parar embaixo do ônibus, na Avenida Tamandaré, no Jardim Seminário. O rapaz chegou a ser socorrido, mas morreu na Santa Casa. Somente neste mês, oito pessoas já morreram no trânsito da cidade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions