A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

15/02/2013 11:25

Motorista de carro preto confirma que sinal estava fechado para camionete

Acidente na madrugada de domingo para segunda-feira matou jovem de 22 anos e deixou 2 feridos

Paula Maciulevicius
“Foi questão de instinto. Tirei e já voltei e fiquei no resgate”, alegou Fábio Gomes de Oliveira. (Foto: Pedro Peralta)“Foi questão de instinto. Tirei e já voltei e fiquei no resgate”, alegou Fábio Gomes de Oliveira. (Foto: Pedro Peralta)

O motorista do Honda Civic preto que aparece nas imagens da câmera de segurança aparentemente deixando o local do acidente onde a caminhonete L200 atingiu e matou o passageiro de um táxi na madrugada da última segunda-feira, Fábio Gomes de Oliveira, 29 anos, nega envolvimento na batida e diz que ficou no local do acidente e esperou o resgate chegar. Ele confirma que o semáforo estava fechado para a camionete. 

As imagens da câmera de um restaurante no momento do acidente, que estão servindo de base para as investigações, mostram o carro de Fábio fazendo um retorno proibido, para deixar a avenida Afonso Pena, e depois o carro voltando, mas não é possível saber o destino do veículo. O motorista diz que parou e ficou no local. Segundo ele, nenhuma autoridade policial conversou com ele.

Na manhã desta sexta-feira, depois de ser intimado pela Polícia Civil, Fábio, que é comerciante, e um funcionário, Wilker Mariano, 27 anos, prestaram depoimento ao delegado responsável pelo caso, Wellington de Oliveira.

“Foi questão de instinto. Tirei e já voltei e fiquei durante o resgate”, alegou Fábio. O motorista entrou na avenida Afonso Pena pela rua Ceará, depois de fechar a lanchonete da qual é dono. Ele conta que não reparou a velocidade em que a caminhonete trafegava, mas afirma que o semáforo no cruzamento do acidente, na Afonso Pena com a rua Bahia, estava vermelho para ele e o condutor da caminhonete, Diogo Machado Teixeira, 36 anos.

“Sim, o sinal estava vermelho. Eu parei e vi o táxi. Creio que ele não viu. A caminhonete passou por mim e eu ainda falei o rapaz não vai parar e vai bater, vai bater e bateu”, descreve. Fábio narra que descia pela avenida Afonso Pena normalmente e que parou no semáforo.

Depois de retornar e voltar a avenida Afonso Pena, Fábio lembra que viu o motorista Diogo transtornado e tentando reanimar a vítima. Depois de retornar e voltar a avenida Afonso Pena, Fábio lembra que viu o motorista Diogo transtornado e tentando reanimar a vítima.

Sobre a reação de fugir e voltar ao local do acidente, Fábio atribui ao nervosismo “você fica em estado de choque, você não acredita”, disse. Este foi o primeiro acidente que ele presenciou dessa forma. Para a Polícia, ele contou que viu quando saiu faísca com o impacto dos dois veículos.

Depois de retornar e voltar a avenida Afonso Pena, Fábio lembra que viu o motorista Diogo transtornado e tentando reanimar a vítima. O comerciante chegou a ver o responsável pelo acidente chacoalhando o motorista do táxi e pedindo para que ele não dormisse. “Ele estava tentando reanimar, pelo que eu vi, parecia preocupado”.

A cena que vem a cabeça é dos três ocupantes feridos. “Os guris estavam agonizando. Olhei o outro e já estava morto. Foi bem ruim”, completa.

Para a Polícia, o depoimento de Fábio é peça chave na comprovação da falta de atenção de Diogo para o semáforo. “Ele é a testemunha ocular. Ele viu a faísca da caminhonete batendo e comentou que ele ia bater”, ressalta o delegado Wellington de Oliveira. O relato de Fábio e de Wilker comprovam que se o motorista não tivesse embriagado, talvez pudesse evitar o evento.

“Ele não freou, o que caracteriza o dolo eventual, de que ele assumiu o risco”, completa o delegado.

Fábio compareceu à delegacia depois de ser intimado, mesmo com a Polícia e a imprensa noticiando que ele poderia contribuir para as investigações. Hoje pela manhã o comerciante disse que acredita que não era preciso se apresentar. “Eu vi pelo jornal que a Polícia ia investigar, mas eu não devo nada. Eu estava naquele dia, a Polícia de Trânsito que devia ter perguntado”, justificou.

A Polícia ainda vai ouvir o depoimento da passageira do táxi que prestou socorro logo depois do acidente e das duas vítimas, o motorista, Sebastião Mendes da Rocha, de 51 anos, e o passageiro Ramon Rudney Tenório Souza e Silva, 21 anos.

Já foram ouvidos o taxista que seguia atrás, os ocupantes do Honda Civic preto, além de Diogo, que continua preso na Delegacia Especializada na Repressão de Roubos e Furtos.

Segundo o delegado do caso, o inquérito deve ser encerrado entre terça e quarta-feira da semana que vem.



Se o Honda Civic tivesse parado no sinal verde ele nao seria atingido. O impacto foi ocasionado dentre outros pelo Movimento Retilineo Uniforme do corpo(caminhonete) levando o outro corpo (taxi) para frente, impulsionando-o. Vendo a foto acima, o impacto aconteceu uns 20 metros a frente da linha de pedestres como podem ver, que é o que eu posso visualisar. Resumindo: o Honda Civic furou o sinal junto com a caminhonete.
 
Paulo Matos em 16/02/2013 08:21:53
pucha os andecendece do cara do civic
 
roberto luis almeida em 16/02/2013 00:18:49
Talvez a conversão irregular possa ter sido sim pelo instinto (ou reflexo) para não envolver o seu carro também no acidente, e o fato de ter retornado foi por curiosidade. Mas aos 0:07 segundos do vídeo em questão eles aparecem juntos (o veículo preto e a caminhonete), naquele momento o táxi já estava no meio da segunda pista a avenida. Por estas imagens e a confrontação com a sua fala, se ele afirma que a caminhonete não respeitou o semáforo fica difícil sustentar que ele estava parado aguardando o sinal verde
 
Cleber de Castro em 15/02/2013 17:16:21
Muito estranho! Tá noticiando em tudo quanto é mídia que a polícia está atrás do carro preto, tentando entender o papel do carro preto na história, tentando identificar o condutor e o que realmente aconteceu naquela madrugada e mesmo assim ele não se apresentou?!?
Quem não deve, não teme, deveria ter se apresentado espontaneamente na tentativa de ajudar a esclarecer os fatos!
 
Ana Miranda em 15/02/2013 15:57:06
porque o civic nao se endentificou para os policias, que tinha visto o ocorrido,estranho e se ele voltou ao local nao prestou socorro estranho, tudo ta confuso. pra cima deles autoridades.
 
alexandre pessoa em 15/02/2013 15:21:26
vomos analizar e facil porque depois que voltou la, porque nao se endentificou para os policias que estavao no local, dizendo que estava perto da camionete estranho volta no local e fica quietinho estranho.
 
claudemir andrade em 15/02/2013 15:14:19
Tudo isso é muito triste ...quantas tragedias temos visto por falta de educaçao será? por falta de amor ao próximo ? por ser criado desde a infancia sem limites talvez.....na Biblia esta escrito..."Educa seu filho no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele." Este é o conselho do nosso Deus ... um conselho sábio e, ainda mais, acompanhado de uma promessa ... "até quando envelhecer não se desviará dele."

Esse ensinamento é o que falta em muitas familias !!!!!
 
rogerio carvalho em 15/02/2013 14:15:44
Mas vamos combinar... só eu vi que o honda preto passa praticamente do lado da caminhonete? q pelo tempo q ele aparece no vídeo, não dá pra achar que ele engatou a primeira e partiu...
sei lá, tá meio esquisito isso aí...
 
Marilia Soterro em 15/02/2013 14:03:40
Se Ele tive-se parado ,Não tinha Entrado na Contra Mao,tinha parado no Sinal Vermelho como ele mesmo disse .
Engraçado...
Pela velocidade Q ele tava ,Com certeza ele Não ia Parar.
 
Fábio Souza em 15/02/2013 13:58:14
Tomara que tudo isso nao acabe em pizza....porque uma vida se foi e 2 estao internadas. precisa dar uma basta nisso!!!
 
rogerio carvalho em 15/02/2013 13:49:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions