A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

20/09/2018 11:50

Motorista que bateu em agente tem passagens e dirigia carro atrasado há 4 anos

Agentes lotados nos presídios da região protestaram por sinalização e implantação de guard rail no trecho da rodovia

Danielle Valentim
Palio sendo guinchado na manhã desta quarta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)Palio sendo guinchado na manhã desta quarta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)

O Fiat Pálio que colidiu contra a Twister do agente penitenciário Plínio Marcus Muller, de 30 anos, na manhã desta quinta-feira (20) está em nome de Fernando Gonçalves, de 37 anos, que possui passagens pela polícia. O condutor e uma passageira fugiram do local do acidente, sem prestar socorro à vítima.

Plínio foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado à Santa Casa, com sangramento na boca e suspeita de fraturas no braço e perna.

Com a foto do proprietário do carro divulgada, testemunhas confirmaram se tratar da mesma pessoa que conduzia o veículo. Além de Fernando, uma passageira ainda não identificada também fugiu do local, mas esqueceu o celular.

Santiago reitera que há menos de um mês foi registrada a morte de um agente no mesmo trecho. (Foto: Henrique Kawaminami)Santiago reitera que há menos de um mês foi registrada a morte de um agente no mesmo trecho. (Foto: Henrique Kawaminami)

Diante da situação de periculosidade no trânsito da região e desrespeito dos motoristas, um grupo de agentes penitenciários protestou em frente ao posto de combustível Igor Locatelli. O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária (Sinsap), André Santiago também esteve no local.

“Nós estamos reivindicando melhorias na sinalização e inclusive, a implantação de um guard rail, para a proibição da passagem na contramão por parte dos motoristas”, pontuou.

Santiago reiterou que a via é o único acesso aos presídios e que, diariamente, passam pelo local uma média de 200 a 300 servidores.

Início do protesto na BR-262. (Foto: Henrique Kawaminami)Início do protesto na BR-262. (Foto: Henrique Kawaminami)
Passageira esqueceu celular no carro. (Foto: Henrique Kawaminami)Passageira esqueceu celular no carro. (Foto: Henrique Kawaminami)

Acidente - O agente penitenciário ficou ferido depois de ser atingido por Pálio na manhã desta quinta-feira (20), na BR-262, em frente ao posto Locatelli, na saída para Três Lagoas, em Campo Grande. No mês passado, o agente penitenciário Thiago Fernandes Barros de Melo, 30 anos, morreu após se envolver em acidente no mesmo local.

Segundo testemunhas, o agente conduzia uma moto Twister e seguia para o trabalho quando o Fiat Pálio – que estava no bairro Noroeste – entrou na pista. Na sequência, o carro atingiu o motociclista.

Com a forte batida, o agente penitenciário foi arremessado ao chão. A suspeita é que ele fraturou o braço esquerdo e a perna direita. A motocicleta ficou com a frente destruída.

Colegas de trabalho da vítima pararam para ajudá-la. Segundo eles, o Pálio tinha um casal como ocupante. Os dois abandonaram o carro e fugiram a pé. Além disso, conforme outros agentes, a suspeita é que o motorista do veículo é foragido da Justiça.

O agente foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para a Santa Casa. O acidente gerou indignação entre moradores e agentes de penitenciário.

“Quando vi a calça preta parei na hora e foi isso mesmo é outro colega nosso. No dia que o Thiago morreu eu tinha acabado de falar com ele no posto. Quando cheguei no meu plantão recebi a notícia que Thiago tinha morrido. Este trecho é muito problemático”, desabafa Rosangela Pereira.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions