A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/11/2017 10:01

Na despedida de Lucas, família faz apelo por doação de órgãos

O sepultamento está previsto para às 15h de hoje no cemitério Jardim das Palmeiras, que fica na Avenida Tamandaré

Viviane Oliveira e Bruna Kaspary
Família e amigos velam corpo de rapaz morto em acidente de trânsito (Foto: André Bittar) Família e amigos velam corpo de rapaz morto em acidente de trânsito (Foto: André Bittar)

“Doe órgãos”. “Não chore pela tristeza. Chore pela saudade”. Estas são duas das dezenas de frases acompanhadas por fotos, afixadas no mural da igreja São Francisco de Sales pela família e amigos de Lucas Henrique Souza Mateus, 21 anos, morto em acidente de trânsito.

Lucas foi atropelado por um carro na madrugada do último sábado (25), na Avenida Ceará, no Jardim dos Estados, em Campo Grande. Ele foi internado em estado grave e na segunda-feira (27) teve a morte encefálica constatada pela equipe médica da Santa Casa. Após autorização da família, o coração, o fígado e os rins da vítima foram captados e doados para pacientes que aguardam na fila de transplantes em São Paulo e Campo Grande.

Lotado de parentes e amigos, o velório ocorre na igreja, que fica na rua Náutico, no Jardim Panamá, onde Lucas cresceu e foi batizado. “Ele tinha vinculo muito forte com a comunidade. Vivia cercado pelos amigos e por onde passava fazia amizade”, diz Thiago Francisco de Souza Mateus, 26 anos, irmão de Lucas. Os dois trabalhavam juntos no trailer de lanches da família.

O velório foi na igreja onde a vítima frequentava desde criança  (Foto: André Bittar) O velório foi na igreja onde a vítima frequentava desde criança (Foto: André Bittar)

Segundo Thiago, a família decidiu pela doação de órgãos porque já conviveu com uma paciente que aguardou doação por muitos anos e morreu na fila de espera. “É muito gratificante. A gente fica feliz em saber que o pedacinho do Lucas está trazendo paz para uma família inteira”, conta.

Conhecida da família há anos, Luzia Ueno, voluntária da igreja, diz que a energia da vítima era contagiante. “Aqui era o quintal do Lucas. O importante é que ele não está sofrendo mais. Isso nos conforta”, relata. O sepultamento está previsto para às 15h no cemitério Jardim das Palmeiras, na Avenida Tamandaré.

Acidente - Lucas deu entrada no hospital com trauma na cabeça, lesão no tórax e fratura na perna direita. Ele foi atingido por um HB20, dirigido pelo estudante de Medicina Rodrigo Santos Augusto, 24 anos, preso por embriaguez no momento do acidente.

A vítima atravessava a via na faixa de segurança, quando foi atropelada pelo acadêmico que, segundo testemunhas, dirigia em alta velocidade. Lucas acabou arremessado a cerca de 10 metros. O sinal estava verde para o HB20. Rodrigo não negou socorro, mesmo assim, o delegado que atendeu a ocorrência resolveu manter o motorista preso porque teste do bafômetro comprovou embriaguez. O acadêmico foi solto na noite de sábado após pagar fiança de 54 salários mínimos, o equivalente a R$ 50.598.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions